Sociedade

Há três doentes internados com covid de S. João da Madeira

• Favoritos: 18


Segundo os dados mais recentes, (dia 11) há 40 pessoas internadas, das quais três na Unidade de Cuidados Intensivos. Do universo total de internamentos, 3 doentes são de S. João da Madeira e encontram-se na enfermaria.

O Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga (CHEDV), estrutura que integra, além do hospital de Santa Maria da Feira, os de S. João da Madeira e Oliveira de Azeméis, tem, atualmente, 40 doentes internados com Covid-19, estando três na Unidade de Cuidados Intensivos (UCI), que são sanjoanenses, e encontram-se em enfermarias.
O tratamento dos doentes Covid positivos do CHEDV volta a estar concentrado, “exclusivamente, no Hospital de S. Sebastião, por questões de ordem técnica. Os restantes dois hospitais mantêm a sua atividade dentro do quadro limitado que foi definido pelo Ministério da Saúde, mas com unidades sem doentes Covid positivos”, disse a ‘O Regional’ fonte do CHEDV.
Os últimos dados conhecidos do concelho de S. João da Madeira reportam-se ao dia 28 de dezembro, onde o um índice era de 975 casos de covid-19 por 100 mil habitantes.
Os dados foram divulgados pela autarquia, de acordo com informação oficial da DGS, que reforça o apelo à população para o “cumprimento escrupuloso das normas de higiene e segurança”.
Na sua mensagem de Natal, transmitida em vídeo nas redes sociais do município, o Presidente da Câmara de S. João da Madeira lembrou que, desde o início da pandemia da covid-19, a doença já infetou mais de 3200 sanjoanenses, afetando a vida cultural, social, económica, desportiva e familiar.
Por sua vez, o concelho de Santa Maria da Feira regista atualmente 2801 casos positivos, com incidência cumulativa de 1715 casos por 100 mil habitantes. “São os números mais elevados de sempre, desde o início da pandemia”, refere o autarca de Santa Maria da Feira.
Lembra que o hospital está ainda com “alguma margem que nos dá alguma segurança para estes números”. No entanto, alerta que, numa altura em que as escolas reabriram, “não podemos facilitar e contrair a doença”, ressalva.

18 Recomendações
comments icon0 comentários
0 favoritos
105 visualizações
bookmark icon

Escreva um comentário...

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *