Vitória na batalha do caldeirão dá liderança isolada

Vitória na batalha do caldeirão dá liderança isolada

Sanjoanense, 7 – Infante Sagres, 4
Pavilhão dos Desportos, em São João da Madeira
Árbitros: André Portal e Marco Gomes (AP Aveiro)
Sanjoanense: Tiago Rodrigues, Xavier Cardoso, Tiago Almeida, Afonso Santos e José Almeida
Suplentes: Marco Lopes (C), Pedro Cerqueira, Pedro Rego, João Cruz e Alex Mount
Treinador: Miguel Resende
Infante de Sagres: Nuno Magalhães, Bruno Fernandes, Bernardo Castanheira, Bernardo Marques e Rato
Suplentes: Pedro Maia, Márcio Rodrigues, Nuno Barata, Tomás Baldaque e Carlos André Rodrigues (C)
Treinador: Vítor Pereira
Golos: Xavier Cardoso (8’ e 45’), Carlos André Rodrigues (10’ e 35’), Bernardo Castanheira (14’), Afonso Santos (32’ e 41’), Pedro Cerqueira (36’ e 37’), Márcio Rodrigues (46’) e José Almeida (48’)
Azuis: Márcio Rodrigues (2’), Vítor Pereira (36’, no banco) Rato (41’ e 41’)
Faltas: 16-16

E à oitava jornada do Campeonato Nacional da II Divisão – Zona Norte – a Sanjoanense passou a ser líder isolada depois de vencer o Infante de Sagres por 7-4. Os alvinegros beneficiaram do empate caseiro dos Carvalhos (2-2) com o Póvoa para subirem ao primeiro posto da classificação, agora com um ponto de vantagem sobre o HA Cambra.
Mas o triunfo perante o Infante de Sagres, orientado por Vítor Pereira, ex-treinador da Sanjoanense, não foi nada fácil. O conjunto da capital do calçado estava, até, a perder ao intervalo por 2-1.
Apesar de ter marcado primeiro, por Xavier Cardoso, Carlos André Rodrigues e Bernardo Castanheira consumaram a reviravolta antes do intervalo e levaram os portuenses em vantagem para o descanso. Estava a assistir-se ao mesmo filme do último jogo em casa, no qual a Sanjoanense também foi para os balneários em desvantagem com o HA Cambra tendo, depois, embalado para uma segunda parte diabólica. E foi isso que voltou a acontecer.
Afonso Santos empatou aos sete minutos, Pedro Cerqueira, de grande penalidade, fez o 3-2 aos 11’ e, segundos depois, o mesmo Pedro Cerqueira aumentou para 4-2. Pelo meio, já Márcio Rodrigues e Vítor Pereira, este por protestos, tinham visto cartões azuis. Carlos André Rodrigues reduziu de grande penalidade, mas Afonso Santos (16’) e Xavier Cardoso (20’) repuseram a diferença de dois golos.
Márcio Rodrigues fez o 6-4 de penálti, para José Almeida fechar as contas aos 23’ de uma partida que começou às 17h30 e só acabou perto das 19h30. Foram, por isso, quase du­as horas de hóquei em patins, um encontro que teve uma duração muito superior ao habitual motivada por muitas faltas, cartões, protestos e um hóquei com agressividade excessiva do Infante de Sagres.
No próximo sábado (17h), a Sanjoanense visita “Os Limianos”.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of