Vitória arrancada a ferros

Vitória arrancada a ferros

Sanjoanense, 2  – Fiães, 1

A.D. Sanjoanense: Rui Rodrigues, Vitinha, Marcelo, Rui Silva, Santos, Júlio Santos, André Dias, Pedro Ventura, Rui Ventura, Jorge Louro, Pedro Ferreira, Alex Nogueira, Baltasar, Gino Assunção e Roman Leonovets
Golos: Baltasar (85’) E Júlio Santos (96’)
Treinador: Pedro Ferreira
Delegado: Antonio Oliveira

Um golo fantástico de Júlio Santos, mesmo a terminar o jogo, permitiu, no passado sábado, à Sanjoanense operar a reviravolta e vencer em casa o Fiães, por 2-1, em jogo da 24.ª jornada do campeonato.
Na Academia dos Campeões (Travessas, S.J. Madeira), a equipa do Fiães colocou-se em vantagem aos 30 minutos, mas a Sanjoanense deu a volta na segunda parte, com golos de Baltasar (85’) e Júlio Santos (90’+6’), consolidando uma vitória justa dos Veteranos da Sanjoanense.
Depois do golo inaugural dos visitantes, a Sanjoanense intensificou a pressão e com isso criava bastante desconcentração na defesa do Fiães, que em grande parte do jogo recorreu a uma prática menos ética do futebol, designadamente o antijogo.
Perante estas incidências e forma de jogo por vezes inconsistente, a Sanjoanense veteranos de futebol construiu o triunfo na segunda parte.
Já com as alterações efetuadas no decorrer da etapa complementar, a Sanjoanense conseguia chegar com mais perigo ao último reduto do Fiães, muito e tendo em conta a excelente entrada no jogo de Roman Leonovets, que ofereceu mais capacidade de presença na área adversária, auxiliando a equipa a criar espaços e momentos de golo iminente.
Um desses momentos do jogo surgiu aos 85 minutos, com o golo do empate da Sanjoanense, num remate “chapéu” com a qualidade de execução de Baltasar, que não deu qualquer hipótese de defesa ao guarda-redes da equipa adversária.
A equipa da Sanjoanense chegaria à vitória aos 90+6’ minutos, após a marcação de um livre direto apontado de forma irrepreensível por Júlio Santos. Com os seus pés de “veludo”, fez um golo fantástico, o qual Júlio Santos já trabalhava e merecia, não só neste jogo, mas em todo o percurso que tem efetuado pelos veteranos, digno de um jogador à Sanjoanense.
Foi uma vitória dificílima e arrancada a ferros já nos minutos finais de um jogo que esteve longe de ser dos mais conseguidos por parte dos nossos veteranos. Existem sempre situações momentâneas a corrigir por todos e sem exceção de algum.
Só assim seremos melhores e mais fortes na representação do nosso clube.


A.D. Valecambrense  – A.D. Sanjoanense
Sábado, 6 abril  – (Vale de Cambra)

Pedro Ventura

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of