Sociedade

Sanjotec Lança o Programa de Sustentabilidade GREEN+

• Favoritos: 41


A Sanjotec apresentou oficialmente o seu novo programa de sustentabilidade GREEN+, um projeto “inovador” alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que visa promover uma cultura mais verde, responsável e inclusiva.

Na passada quinta-feira, 9 de maio, pelas 17 horas, o evento contou com a presença de Jorge Vultos Sequeira, presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, que delineou as principais diretrizes do programa, estruturadas em três dimensões: ambiental, econômica e social.

Dimensão Ambiental do Programa GREEN+

No âmbito da dimensão ambiental, Jorge Vultos Sequeira destacou a responsabilidade de todos na mitigação das alterações climáticas. “A dimensão ambiental é uma exigência de cidadania, especialmente numa época de emergência climática”, afirmou. Entre as medidas ambientais já implementadas, mencionou a instalação de dois carregadores para veículos elétricos nas instalações da Sanjotec, e a instalação de mais dois carregadores no exterior, como parte de um lote de 25 postos que o município vai implementar na cidade.
Além disso, anunciou a “futura instalação de luminárias nos edifícios da Sanjotec para aumentar a eficiência energética”, uma medida prevista para o quarto trimestre de 2024. A “implementação de novas zonas de reciclagem e a instalação de redutores de caudal nas torneiras, em parceria com a Empresa Municipal de Águas de S. João”, são outras iniciativas que procuram responder às medidas de sustentabilidade. O presidente da Câmara Municipal destacou também, “a criação de uma comunidade de energia renovável com painéis fotovoltaicos, que reduzirá em 40% as emissões de carbono da Sanjotec e diminuirá os custos energéticos entre 35% a 40%”, proporcionando maior independência das fontes energéticas tradicionais.

Dimensão Económica

No que diz respeito à dimensão económica, o programa GREEN+ visa fomentar o empreendedorismo e a inovação com foco na sustentabilidade. O autarca, Jorge Vultos Sequeira anunciou que serão “organizados bootcamps e ações de capacitação ligadas às questões ambientais”, em parceria com a StartUp Portugal. Outro projeto inovador é o “Innovate My City”, que “desafia empreendedores a proporem soluções para problemas urbanos, com um prémio de 20.000 euros” para a implementação da melhor proposta.
“Queremos estimular o empreendedorismo e a inovação, oferecendo apoio financeiro e institucional aos jovens empreendedores”, explicou o presidente.

Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa n.º 3988, de 16 de maio de 2024 ou no formato digital, subscrevendo a assinatura em https://oregional.pt/assinaturas/
41 Recomendações
comments icon0 comentários
0 favoritos
64 visualizações
bookmark icon

Escreva um comentário...

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *