Sociedade

“Que eu possa sempre dignificar a homenagem que agora me fizeram!”

• Favoritos: 45


O Rotary Club de S. João da Madeira decidiu, este ano, dedicar a sua habitual sessão de Homenagem ao Mérito Profissional a Pedro Neves, humorista e empresário sanjoanense que, este ano, celebra os seus 20 anos de carreira.

Recorde-se que o homenageado tem uma atividade profissional diversificada, abrangendo, também, as áreas da consultadoria e da docência.
A cerimónia começou com a atuação da Tuna da Universidade Sénior, com letra dedicada a Pedro Neves, como forma de lembrar o seu papel de animador do XV Encontro de Universidades Seniores de Rotary, que decorreu em S. João da Madeira, em 2019. Perante uma sala cheia, onde pontificavam amigos e representantes de instituições locais, houve várias oportunidades para destacar a personalidade do homenageado e a justeza da decisão do clube rotário, plenamente justificada na sua apresentação biográfica feita por Jorge Miguel, dos Serviços Profissionais do clube. De resto, foi também isso que ficou em evidência nas intervenções de amigos como João Brandão, José Borges e Ricardo Silva que falaram, de ângulos diversos, sobre o empresário e amigo Pedro Neves, pondo em evidência as suas qualidades humanas, a sua dedicação a causas sociais e o seu profissionalismo.
Depois da entrega de lembranças, seguiram-se as intervenções institucionais: a presidente do Clube, Inês Reis; a vereadora Irene Guimarães, em representação da Câmara Municipal; o assistente do Governador, Pedro Goulart, do Rotary Club de Albergaria, e um representante dos clubes presentes.
Num discurso emotivo, Pedro Neves explicou que, na sua vida, houve quatro heróis: o padrinho, o avô paterno, o avô materno e o pai. Cada um deles lhe transmitiu diferentes valores, todos eles muito importantes para a sua formação enquanto homem. Hoje, sabendo que nenhum deles está fisicamente presente, o desafio será o de encontrar um herói que represente todos esses valores. E esse é o maior desafio da sua vida, ao concluir que, pela primeira vez, esse herói terá que ser ele próprio, para que, um dia, o seu filho possa ter por ele o orgulho que ele sente pelos seus heróis do passado.
Mais tarde, numa rede social, Pedro Neves confessaria que não teve tempo de preparar o discurso, apenas a ideia de levar consigo lembranças dos seus super-heróis: “relógios dos avós, foto do pai e foto do padrinho”. Quanto ao resto do discurso, confessa: “falei do que senti no momento e senti tudo quanto falei”.
Nessa publicação, lembrou ainda alguns amigos presentes na cerimónia, como Carlos Secretário e João Brandão, CEO do grupo ERT, “o primeiro empresário a confiar-me um trabalho na promoção de ações de Teambuilding”. E agradeceu ao Rotary Club à sua presidente Inês Reis, a Susana Silva, diretora da Universidade Sénior e à respetiva Tuna, a Deolinda Nunes, que fez a apresentação da cerimónia, e ao artista plástico Jorge Miguel, que lhe ofereceu um retrato por ele pintado. O clube entregou-lhe, ainda, um “Diploma de Mérito Profissional”, que perpetuará a decisão este ano tomada, na sequência de uma tradição dos clubes rotários do mundo inteiro, que se servem desta forma para reconhecer o valor de profissionais das suas comunidades. E, sem dúvida, que esta foi uma boa decisão, claramente comprovada por esta declaração de Pedro Neves: “Que eu possa sempre dignificar a homenagem que agora me fizeram!”

45 Recomendações
240 visualizações
bookmark icon