Sociedade

Piscinas exteriores: tanque de saltos volta a poder ser utilizado

• Favoritos: 53


A entrada em funcionamento destas piscinas municipais aconteceu na segunda-feira, 17 de junho, mas ainda em horário parcial (das 10h00 às 13h00), que se mantém até esta sexta-feira, 21 de junho.

Apesar de terem já mais de 25 anos, as piscinas exteriores do Complexo Desportivo Paulo Pinto “são as melhores” do género na região.
A convicção é do Presidente da Câmara de S. João da Madeira, Jorge Vultos Sequeira, que visitou esse equipamento municipal na última terça feira, dia 18, para assinalar a sua abertura ao público para mais um verão.
A entrada em funcionamento destas piscinas municipais aconteceu na segunda-feira, 17 de junho, mas ainda em horário parcial (das 10h00 às 13h00), que se mantém até esta sexta-feira, 21 de junho. Daí em diante, passam a estar abertas todos os dias, como normalmente, entre as 10h00 e as 19h00, estando previsto para 15 de setembro o seu encerramento.
Reforçando que “continua a ser o melhor equipamento lúdico para o verão que a nossa região oferece”, o autarca de S. João da Madeira revelou que só no último verão as piscinas municipais exteriores registaram mais de 45 mil entradas.
Este ano, se as condições meteorológicas ajudarem, esse número poderá ser mesmo ultrapassado.

Fuga de água  resolvida
Para o aumento da afluência às piscinas exteriores contribuirá, certamente, o facto de o equipamento estar a reabrir em pleno, com o tanque de saltos a voltar a poder ser usado, o que não aconteceu em 2023, por ter sido detetada uma fuga de água, que se traduziria num grande desperdício. Confrontada com a situação, a autarquia decidiu, então, não disponibilizar essa valência das piscinas exteriores, apesar do impacto financeiro que tal representou para o município: dos 170 mil euros de receita em 2022, passou-se para 148 mil euros em 2023.
“A Câmara decidiu ser responsável ambientalmente, economicamente e socialmente e suspendeu a abertura desse tanque para resolver o problema”, explicou Jorge Vultos Sequeira, adiantando que, entretanto, “o problema foi resolvido pelos nossos meios internos,  pela nossa unidade logística”.
Depois de terem sido “feitos vários testes”, constatou-se que as perdas de água detetadas em 2023 foram estancadas, o que permitiu, este ano, abrir as piscinas municipais “em pleno”, estando o seu funcionamento assegurado por cerca de duas dezenas de operacionais, a que se juntam ainda 11 nadadores salvadores, que têm a seu cargo “a vigilância de todos os utentes”.
Realçando o propósito da autarquia de criar condições para que os sanjoanenses  e quem visita a cidade possam beneficiar da “fruição deste espaço durante o período de verão”, Jorge Vultos Sequeira revelou ainda que o bar localizado no recinto das piscinas exteriores também foi concessionado, tendo já aberto por um período de dois anos.

Horário contínuo 
O autarca não deixou também de lembrar a alteração de horário decidida pelo seu executivo em 2019, que consistiu em abolir a interrupção no funcionamento que até então ocorria por volta da hora de almoço, o que obrigavas os utilizadores a sair do recinto ao final da manhã e a voltar a entrar ao início da tarde. Desde então, as piscinas exteriores têm um horário diário continuo.
Este complexo municipal de desporto e lazer é constituído por piscina de saltos, piscina de 50 metros, piscina para crianças e um parque aquático com dois grandes escorregas de água, o maior dos quais com cerca de 70 metros de extensão e um outro com aproximadamente 30 metros.

53 Recomendações
148 visualizações
bookmark icon