Sociedade

Paróquia prepara jovens sanjoanenses para a Jornada Mundial da Juventude

• Favoritos: 12


A Paróquia de S. João da Madeira inaugurou um espaço para receber a Jornada Mundial da Juventude, no piso inferior do Patronato Paroquial. Um espaço que tem como objetivo “congregar e dinamizar” a comunidade paroquial para jornadas de Lisboa

A paróquia de S. João da Madeira inaugurou na última semana no piso inferior do Patronato Paroquial o novo espaço JMJ – Jornada Mundial da Juventude.
Esta nova área pretende ser um espaço de encontro, acolhimento, partilha e animação para congregar os jovens e paroquianos em torno da dinâmica a desenvolver até às Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ). “Será espaço de informação, de trabalho e de distribuição de materiais para a paróquia. Está num edifício muito ocupado pelos grupos paroquiais e movimentos, o que tornará possível uma melhor divulgação de todo o trabalho com e pelos jovens”, refere o padre de S. João da Madeira.
A JMJ Lisboa 2023 vai realizar-se entre os dias um e seis de agosto desse ano. O anúncio foi feito em janeiro de 2019, no Panamá, onde foi dada a conhecer a escolha da cidade de Lisboa pelo Papa Francisco para acolher a próxima Jornada Mundial da Juventude, inicialmente prevista para 2022 — mas adiada devido à pandemia. Recorde-se que a última vez que o Papa Francisco esteve em Portugal foi em Maio de 2017.
A menos de um ano da realização do evento, Álvaro Rocha, explica a ‘O Regional’ que nem tudo acontecerá dentro do novo espaço no piso inferir do edifício do patronato agora inaugurado. “É uma sala com aproximadamente 40 m2. Há também a Capela de Nossa Senhora de Fátima do Parrinho, que foi escolhida como “Porto de Abrigo” para a vigararia de Oliveira de Azeméis/S. João da Madeira”.
Contudo, para a realidade paroquial, o Espaço JMJ, agora inaugurado, o abade refere que “é mais central e, por isso mais, próximo das atividades. Acabará sempre por ser o nosso reduto, para, a partir daí, lançarmos as iniciativas dirigidas à paróquia. Portanto, vai ser um espaço muito importante”. Álvaro Rocha explica que há um trabalho “efetivo” para a preparação dos “Dias na Diocese” (de 25 a 31 de julho), que está a ser preparado e articulação com a com a Câmara Municipal. “A paróquia propôs à Câmara Municipal potenciar nestas JMJ as geminações do município. Estamos a procurar encontrar meios e recursos para que o maior número de jovens possíveis possam participar nas jornadas, como alojamento de jovens estrangeiros”. O entrevistado diz ainda que a paróquia está a “inventariar os recursos financeiros que podem ser necessários, vão abrir as inscrições para as famílias de acolhimento, para os voluntários JMJ e para os jovens que queiram inscrever-se nas jornadas. Além disso, vamos tentar articular informação e ações com os nossos agrupamentos escolares e colégios”, rematou.

Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa de 6 de outubro
ou no formato digital, subscrevendo a assinatura em https://oregional.pt/assinaturas/

12 Recomendações
97 visualizações
bookmark icon