Sociedade

O Futuro dos Casinos Móveis no Mercado Português

• Favoritos: 26


O mercado dos casinos online encontra-se em crescimento em praticamente todo o mundo e Portugal não é exceção. Em 2022, os portugueses gastaram, aproximadamente, uma média diária de 31 milhões de euros em apostas e jogos de azar online, um número superior ao do ano anterior e uma subida também comprovada pelo aumento de utilizadores registados nas plataformas de apostas.
No entanto, o crescimento derivado dos jogos de azar não está a ser exatamente constante. Se o mercado online continua em claro crescimento, o mesmo não se pode dizer das salas de jogo físicas. As salas de bingo, por exemplo, apresentam um decréscimo no seu investimento. Afinal, não existem muitas dúvidas - o futuro dos jogos de azar passa, sem dúvida, pelo mundo online.
Mas de que forma é que os casinos portugueses estão a adaptar-se às novas tecnologias e às exigências dos seus novos utilizadores? Vamos descobrir.

Os casinos móveis em Portugal

Tal como o nome indica, os casinos móveis são casinos aos quais os jogadores podem aceder através de um dispositivo móvel. Além de funcionarem nos computadores, estes casinos também foram desenvolvidos de modo a funcionar em tablets e em smartphones, tanto iOS quanto Android.
No entanto, isso não significa necessariamente que estes casinos tenham de ter uma aplicação móvel. Embora alguns casinos portugueses desenvolvam aplicações próprias para dispositivos móveis, a grande maioria dos casinos escolhe apenas otimizar os seus sites de modo a serem compatíveis com todos os browsers e com todo o tipo de dispositivos. Outros, como o 20bet casino no CasinoRIX, utilizam as duas opções.
Além disso, na maioria das vezes, as aplicações desenvolvidas de raiz não são mais do que um embrulho bonito para o mesmo site ao qual se pode aceder através do browser. A maioria dos casinos online portugueses não conta com uma aplicação própria. Não obstante, todos eles funcionam perfeitamente em dispositivos móveis.

Uma revolução tecnológica

Os casinos online sempre estiveram na vanguarda das inovações tecnológicas. Aliás, os casinos online surgiram logo quando a internet se começou a tornar popular, nos anos 90. O advento dos smartphones e a facilidade de acesso à internet em qualquer lugar levou a que os casinos também aproveitassem essas novas tecnologias. Tudo isso tornou-se ainda mais importante quando ficou claro que a maioria dos utilizadores acedia à internet através dos seus dispositivos móveis.
Desde então, todos os casinos passaram a assegurar-se de que tinham um site móvel tão ou mais funcional do que a própria versão para desktop. A internet de alta-velocidade, através de 4 e 5G, exacerbou aquilo que os casinos já sabiam ser verdade: era necessário garantir que os seus clientes eram capazes de jogar online a qualquer hora do dia e em qualquer lugar do mundo.
Atualmente, todos os casinos têm um site móvel competente. Salvo alguns pequenos problemas de layout, todos os casinos online permitem que os seus clientes joguem online através dos seus dispositivos móveis.

As aplicações móveis

Embora as aplicações móveis façam, em suma, exatamente o mesmo que os sites adaptados para dispositivos móveis, alguns utilizadores preferem a experiência de utilização através de uma app. Por isso, alguns casinos, como o 20Bet, escolhem investir nessas duas opções.
No 20Bet, os utilizadores móveis têm a opção de jogar através do browser ou de descarregar e instalar a app do casino. A app oferece uma experiência fluída e uma forma mais fácil de chegar às apostas desportivas ou aos jogos pretendidos. Além disso, os novos utilizadores que se registem quer através da app quer através do site têm acesso a promoções de boas-vindas bastante generosas.

Desafios regulamentares

Ainda que existam processos judiciais referentes a esses aspetos, as aplicações móveis dos casinos sofrem de um problema que não impacta os sites dos casinos em si: o acesso às lojas de aplicações, quer da Google, quer da Apple, não é liberalizado. É por essa razão que muitos operadores escolhem não oferecer uma app—os utilizadores teriam de obtê-la através de fontes que não a App Store ou a Google Play Store, o que poderia diminuir a confiança dos mesmos no casino.
Enquanto não existir uma alteração regulamentar às políticas da Apple e da Google quanto ao conteúdo admitido nas suas lojas de aplicações, espera-se que o mercado de aplicações de casino continue insatisfatório.

O futuro do jogo móvel

Atualmente, os dispositivos móveis são responsáveis pela maior percentagem de receita no que diz respeito aos jogos online de azar e não só. Em países como a Índia, China, ou Brasil, o smartphone continua a ser a principal (e por vezes única) forma de acesso à internet e a formas de entretenimento.
Como tal, não se espera que os casinos móveis desapareçam. Muito pelo contrário, espera-se até que os sites móveis passem a ser a preocupação principal dos operadores de casino. No entanto, isso não significa que os operadores desenvolvam aplicações próprias. Os jogadores que queiram jogar através dos seus dispositivos móveis, muito provavelmente terão de o continuar a fazer através dos seus navegadores.

26 Recomendações
55 visualizações
bookmark icon