Sociedade

Lançada primeira pedra do Parque Urbano das Corgas

• Favoritos: 53


Trata-se de uma empreitada adjudicada pela autarquia por cerca de 263 mil euros.

Acaba de ser lançada a primeira pedra da 1ª fase da construção do Parque Urbano das Corgas, que nascerá em terrenos localizados nas traseiras do antigo complexo industrial da Oliva, um projeto muito aguardado para aquela zona da cidade e que deverá ficar concluído até ao final do ano. Trata-se de uma empreitada adjudicada pela autarquia por cerca de 263 mil euros.

Este projeto, que ocupa 1,9 hectares de terreno, vai tornar “digna uma parte do nosso território que está em situação de pleno abandono”, garantiu Jorge Vultos Sequeira, presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, durante a cerimónia de lançamento da primeira pedra daquela que é a 1ª fase da construção do Parque Urbano das Corgas, a nascer nos terrenos localizados nas traseiras do antigo complexo industrial da Oliva.
Com um prazo de execução de meio ano, esta empreitada foi adjudicada pela autarquia por cerca de 263 mil euros, visando a sua reabilitação paisagística dessa zona da cidade. ”Hoje, é um dia extremamente importante, porque estamos a reabilitar uma parte importante do território da cidade que se encontrava ao abandono há décadas. Estamos a abrir uma nova esperança na cidade”, referiu o autarca, na última segunda-feira, dia 17, durante a cerimónia o autarca.
Numa apresentação generalizada, baseada na explicação do conceito, enaltecendo a importância, sublinhou que, “finalmente”, está no terreno a execução de um plano de pormenor aprovado em 2012, e defendeu perante os jornalistas que o desenvolvimento de um território “depende da conjugação da iniciativa pública e privada”.
O arquiteto Sidónio Pardal, por sua vez, começou por referir que esta obra é para si “um grande desafio empresarial”, defendendo a necessidade da valorização do património. O responsável pelo projeto explicou que o novo parque “vai gerar um interior com uma grande amenidade, conforto, sossego, desafogo, arvoredo e muita tranquilidade”. Na sua intervenção, recordou que o terreno, “no seu tempo”, foi um espaço agrícola e que, “agora estamos a tentar fazer um espaço urbano qualificado”. Para si o “grande desafio do projeto” também passa por aqui, criando um espaço que as pessoas vão passar a admirar.
Na sua envolvente do futuro Parque Urbano das Corgas, localizam-se “importantes” equipamentos públicos, como a Oliva Creative Factory, o Museu da Chapelaria, o Museu do Calçado e o Welcome Center do programa municipal de Turismo Industrial, estes dois últimos situados no edifício da emblemática Torre da Oliva.
Na mesma zona estão também em curso relevantes empreendimentos privados, nomeadamente na área habitacional, mas também no setor empresarial, sendo o futuro parque urbano encarado pela autarquia como um fator de reforço dessa capacidade de atração de investimento.
Esta nova área verde de S. João da Madeira enquadra-se no Plano de Pormenor das Corgas, datado de 2012, e que foi elaborado por outro prestigiado arquiteto - Eduardo Souto Moura.

53 Recomendações
493 visualizações
bookmark icon