Sociedade

Imaginem o quanto o Rotary ainda tem para fazer!

• Favoritos: 21


Realizou-se, no passado dia 15 de julho, a cerimónia da Transmissão de Mandatos do Rotary Club de S. João da Madeira, momento em que Inês Reis recebeu do Presidente cessante, Hugo Silva, a responsabilidade pela condução dos destinos do clube.

A Transmissão de Mandatos realiza-se, anualmente, nesta época, em todos os clubes rotários do mundo, uma vez que o ano rotário se inicia em julho.
A cerimónia juntou os membros do clube sanjoanense e os seus convidados, entre os quais a representante da Câmara Municipal, vereadora Paula Gaio, representantes de catorze clubes rotários e de várias entidades locais.
Esta cerimónia representa, também, a oportunidade de se fazer um balanço do mandato do anterior presidente e ouvir a declaração de intenções do novo Presidente. Neste caso, Hugo Silva lembrou que os sanjoanenses conhecem bem o trabalho do clube, feito “com gosto e com paixão”, e mencionou pessoas e entidades a quem agradeceu o apoio: às empresas e às entidades oficiais e instituições públicas que apoiaram diversos projetos, a todos os companheiros do clube e à sua esposa que muito o ajudou durante o mandato que termina. E foi assim que Hugo Silva incentivou a sua sucessora: “Inês, pega no leme e segue em frente!”. E, após a imposição dos símbolos da transmissão de tarefas - o colar e o emblema de presidente – Inês Reis abriu, pela primeira vez, a sessão, com o toque no sino rotário, utilizando o martelo de seu avô, Joaquim Queirós, rotário de longa data. “Eu fiz essa promessa a meu avô. Caso alguma vez viesse a ser presidente de um clube, utilizaria o seu martelo para o primeiro toque no sino.” Promessa cumprida, o gesto foi intensamente aplaudido pelos presentes.

Surpresas e confirmações

O orador-surpresa da noite foi, precisamente, Joaquim Queirós, jornalista aposentado, orgulhoso pelo facto de ver a sua neta assumir esta presidência, até porque a incentivara, desde muito nova, a ingressar, nas organizações juvenis Interact e Rotaract de Matosinhos. Aproveitou para evocar alguns momentos da sua experiência no movimento rotário, nomeadamente a sua participação na fundação das universidades seniores de Rotary. E, exatamente para vincar essa ligação, ofereceu um conjunto de obras suas à Universidade Sénior do Rotary Club de S. João da Madeira.
A vereadora Paula Gaio, em representação do presidente da Câmara, lembrou o papel fundamental do clube rotário na comunidade sanjoanense e incentivou a nova presidente a fazer uso da sua longa experiência no movimento rotário, declarando que “da parte da Câmara, terás todo o apoio necessário”.
Em nome do Governador de Distrito 1970 e dos catorze clubes presentes, falaram, respetivamente Carlos Goulart e Alcides Sá Esteves, dos Rotary Clubs de Albergaria e de Estarreja, que lembraram, em função da sua experiência, a contribuição que o clube rotário sanjoanense e a nova presidente já deram, e continuarão a dar, para a divulgação e implementação dos ideais do serviço à comunidade.
Inês Reis foi a última oradora. Reconheceu que fora “uma noite muito emotiva”, afirmando que tenciona, com os companheiros do clube, prosseguir os projetos dos mandatos anteriores nomeadamente a Universidade Sénior, a Sopa Solidária, as Bolsas de estudo, o Apoio às crianças do CAT e a outras situações pontuais. “Este ano, o clube faz 60 anos e tencionamos comemorar essa data em conjunto com a comunidade sanjoanense. Imaginem o quanto o Rotary ainda tem para fazer!” A nova presidente impôs, ainda, as insígnias àquela que será a sua sucessora no ano rotário de 2023/14, Celeste Silva, porque em Rotary “a roda está sempre a girar”.
E assim terminou uma cerimónia que deixou marca na memória de todos quantos nela participaram, em particular de Inês Reis e dos rotários sanjoanenses.

Inês Reis, a nova presidente

Inês Reis, a nova presidente do Rotary sanjoanense, tem 34 anos, é natural de Matosinhos, casada, e tem dois filhos. É licenciada em Línguas e Relações Internacionais pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e exerce funções de Account Payable na Faurecia, para os perímetros de Espanha, Itália, Marrocos, Tunísia e Suécia.
Ingressou no movimento rotário em 2004, no Interact de Matosinhos, e desempenhou diversas funções na direção das organizações rotárias juvenis: Interact e Rotaract e ingressou no Rotary Club de S. João da Madeira em 2019.

00

21 Recomendações
98 visualizações
bookmark icon