Sociedade

Empresa de colchões anunciou o despedimento de 75 trabalhadores

• Favoritos: 105


A empresa britânica de colchões Sleep 8, que inaugurou em 2022 uma empresa em S. João da Madeira, num investimento de 10 milhões de euros, anunciou o despedimento de 78 trabalhadores dos cerca de 230 que emprega.

O despedimento coletivo foi confirmado pela Sleep 8, em comunicado enviado ao jornal “Negócios”. “É com absoluto pesar que vimos pelo presente comunicar que, após profunda ponderação, a gerência da Advance Furniture Technologies” (AFT) viu-se forçada a tomar a difícil decisão de iniciar um procedimento tendente à redução de cerca de 35%dos seus vínculos laborais”.
A mesma nota refere também que a AFT “baseou a sua abordagem ao mercado, tendo por referência a experiência de exercícios anteriores (os de 2020 e 2021), de acordo com os dados das vendas da Sleep.8, marca que representa no território nacional, os quais eram bastante promissores”.
Assim, “a partir de 2022, o mercado teve um comportamento completamente inverso àquela que era a tendência sentida até então, como é aliás amplamente reconhecido pela generalidade dos operadores económicos”, o que fez com que, “em comparação com a previsão inicial, a AFT tenha registado um decréscimo de cerca de 47% em número de unidades produzidas e de cerca de 46% no que concerne ao seu volume de negócios”, adiantou ainda fonte oficial ao “Negócios”.
Perante o atual panorama, acrescenta que “é absolutamente neces­sário adotar medidas fundamentais, de cará­­ter operacional e organizativo para conseguir inverter os resultados negativos verificados até à presente data, sob pena de se comprometer a sua viabilidade económica”.
Garante, ainda, que os despedimentos terão em conta o “absoluto respeito por todos os direitos e garantias dos trabalhadores, cuja carreira profissional e dedicação prestada não deixarão de ser devidamente considerados”. A nossa reportagem tentou uma reação por parte dos responsáveis da empresa, mas o mesmo não foi possível até ao fecho da nossa edição.

Investimento de 10 milhões de euros

Recorde-se que a empresa portuguesa de mobiliário e colchoaria (AFT) adquiriu a antiga fábrica da Molaflex em S. João da Madeira, que se encontrava desocupada desde 2019, num investimento de 10 milhões de euros. A empresa passou a utilizar a unidade fabril, com uma área de 14 mil metros quadrados, totalmente renovada para produzir colchões, sofás e camas, comercializados em oito países da Europa, nas 36 lojas da cadeia Sleep.8. A cerimónia inaugural da “primeira fábrica em Portugal” decorreu com a pompa e circunstância, e contou com a presença do então secretário de Estado da Economia, João Neves, do presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira e de várias figuras públicas, onde se destacou o Chefe da Casa Real Portuguesa Dom Duarte Pio, que marcou presença na qualidade “convidado de honra”.
Kate Machado, CEO da Sleep.8 em Portugal, lembrava, na altura, a “boa ligação, desde sempre”, com o município de S. João da Madeira, onde o primeiro contacto aconteceu em 14 de junho desse ano. ”Tudo o que solicitamos foi-nos disponibilizado. Estamos aqui para ajudar esta cidade a crescer, e esperamos que S. João da Madeira também nos ajude nesse crescimento”, assumia na inauguração.
Para a CEO, a empresa não nascia para ser mais uma fábrica de produção e venda de colchões, camas e sofás, mas, sim, para “revolucionar a forma como encaramos os nossos momentos de descanso e relaxamento. De forma responsável, inovadora, e com total respeito por todos os intervenientes – clientes, colaboradores, fornecedores e paceiros, queremos ser a referência nesta indústria”.

105 Recomendações
1943 visualizações
bookmark icon