Sociedade

Cidade recebe 500 jovens peregrinos internacionais

• Favoritos: 78


S. João da Madeira recebe mais de 500 jovens peregrinos para a Jornada Mundial da Juventude entre os dias 24 a 30 de julho. Os jovens vêm maioritariamente de Espanha e França, mas também de outros cantos do mundo.

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) é um “fenómeno excecional e único na história de Portugal”. A frase é do presidente da Câmara de S. João da Madeira durante a apresentação do programa de atividades que o município e a paróquia prepararam para oferecer aos participantes no evento que vão ser acolhidos no concelho.
Em conferência de imprensa, o chefe máximo da igreja em S. João da Madeira assegurou que são 212 jovens da diocese de San Sebastian, do País Basco, em Espanha, e 190 do grupo da diocese de Finistère (França) e 109 que “vão para as famílias de acolhimento e que podem ter várias proveniências”. Álvaro Rocha falava esta semana no Salão Nobre do Fórum Municipal, na sessão de apresentação das atividades que a paróquia e a Câmara de S. João da Madeira prepararam para oferecer a esses cerca de 500 participantes na (JMJ), que vão ser acolhidos na cidade na semana anterior à realização do evento, que decorrerá nos primeiros dias de agosto, em Lisboa.
Essas cinco centenas de jovens vão ficar distribuídas pela Escola Oliveira Júnior, pelo Centro de Educação Integral e por casas particulares, onde irão sentir que “S. João da Madeira sabe acolher, gosta de acolher, tem espaços para acolher”, como afirmou o pároco.
Quanto ao programa de acolhimento aos jovens peregrinos internacionais, o padre Álvaro Rocha que  o mesmo “só é possível porque a paróquia, a cidade, a autarquia se uniram em esforços”,  para apresentar um conjunto diversificado de atividades, a realizar de 24 a 30 de julho, em espaços como a Praça Luís Ribeiro e no Parque do Rio Ul.

Atividades na “Praça” e Parque do Rio Ul

Desse programa fazem parte uma sessão de cinema ao ar livre (26 de julho, 21h30), um concerto multicultural com a Banda de Música de S. João da Madeira e grupos convidados (27 de julho, 21h30), a atuação da dupla de DJs sanjoanense
Tiago Gómez & Seu Rosa (28 de julho, 21h30) e a Festa da Família (30 de julho, das 10h00 às 19h00).
Esta última proposta - incluindo ioga, missa campal, piquenique, jogos tradicionais e um concerto de Flaviana Borges - decorrerá no Parque do Rio Ul, enquanto as restantes têm lugar na Praça Luís Ribeiro. Estão ainda previstas visitas aos museus da Chapelaria e do Calçado, ao Centro de Arte Oliva e ao Turismo Industrial, para além de idas às piscinas municipais.
Este programa é proporcionado, em grande medida pela Câmara Municipal, acrescendo ao apoio de 10 mil euros já contemplado no orçamento municipal deste ano, como referiu o presidente da edilidade, Jorge Vultos Sequeira, que se referiu à JMJ como um “fenómeno excecional e único na história de Portugal”.
O evento constitui mesmo, no entendimento do autarca, “uma oportunidade importantíssima para promover os valores da paz, da cooperação, do multiculturalismo, e semear estes valores onde eles devem ser semeados, ou seja, na juventude”. E, ao mesmo tempo, numa perspetiva mais local, “é uma oportunidade relevantíssima para o enriquecimento cultural da própria população de S. João da Madeira”.
Estão, portanto, criadas “todas as condições” para que a receção de S. João da Madeira aos jovens participantes na JMJ “seja um grande êxito”, que “vai marcar a história” do concelho, com iniciativas que são também, como realçou Jorge Vultos Sequeira, “abertas a toda a população”, independentemente da sua idade.

Diocese do Porto em grande

Nesta sessão registou-se igualmente a intervenção do padre Jorge Nunes, em representação da Diocese do Porto, no qual a paróquia de S. João da Madeira se insere. Este responsável revelou o que está a ser preparado numa perspetiva mais abrangente, apresentando o programa de atividades diocesanas.
Nesse âmbito, no dia 29 de julho, o Parque da Cidade do Porto, será palco de momentos dirigidos a todos os jovens participantes na JMJ acolhidos nas diferentes paróquias da diocese, começando a eucarística, presidida pelo Bispo do Porto, D. Manuel Linda, prosseguindo com o “Festival da Juventude” (DJ GUI Brazil, Banda Missio, Banda Follow Him, The Sun, entre outras animações) e terminando um espetáculo audiovisual e um concerto de Áurea.
Poderá ser um dia de encontro para todos os mais de 21 mil jovens de diferentes países acolhidos nos diferentes territórios abrangidos pela Diocese do Porto, a qual se destaca também pelos quase 11 mil jovens residentes que vão participar nas jornadas de Lisboa. “Somos a Diocese do mundo com mais inscritos na JMJ”, asseverou o padre Jorge Nunes.
De salientar que a realização da JMJ, que se realiza em Lisboa entre os dias 1 e 6 de agosto e contará com a presença do Papa Francisco, vai causar vários constrangimentos no trânsito, que vão desde ruas totalmente cortadas a parcialmente condicionadas, entre vias que ligam o Parque Eduardo VII ao Terreiro do Paço e também do IC2 e Parque das Nações.
O Papa Francisco vai chegar a Lisboa dia 2 de agosto, regressando a Roma no dia 6, estando a visita ao Santuário de Fátima agendada para dia 5. Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, considerou tratar-se de um “Momento único”.

 

78 Recomendações
293 visualizações
bookmark icon