Sociedade

Cidade deve proteger os seus idosos “a 100 por cento”

• Favoritos: 64


O edil apontou que estão a ser desenvolvidos estudos para dar uso a esse espaço e quis enumerar as “muitas políticas de apoio” do município aos seniores

O grito de alerta, na assembleia municipal, partiu de Norlinda Lima, que confessou trazer o tema “no coração”. Reconhecendo o trabalho que o executivo tem desenvolvido no sentido de proteger as gerações mais velhas, a munícipe afirmou que é “preciso fazer muito mais”. Confessando-se “triste” pela notícia que leu no jornal ‘O Regional’ recentemente que dava conta que “700 idosos não tinham para onde ir” por não conseguirem custear lares particulares ou outras IPSS, Norlinda Lima instou o executivo a por mãos à obra. “S. João da Madeira pode ser pioneira e ser conhecida no mapa por acolher a 100 por cento os nossos idosos”. E sugeriu a antiga escola nº2 como local para a criação de um novo lar de idosos, com várias valências. “Peço ao executivo que trabalhe nesse sentido, para que tenhamos os nossos idosos protegidos a 100%”, apelou.
O presidente da câmara agradeceu o “grito de alerta” e prometeu ponderar a sugestão. Porém, alertou que o edifício da antiga nº2, propriedade municipal desde 2022 devido à descentralização de competências, “preferencialmente deve ser destinado a atividades educativas”, apesar de existirem exceções. O edil apontou que estão a ser desenvolvidos estudos para dar uso a esse espaço e quis enumerar as “muitas políticas de apoio” do município aos seniores, nomeadamente o programa de isenção de medicamento, o programa sénior ativo ou o programa de atividade física nas piscinas. A abranger cerca de 10 pessoas, o programa PT Sénior está em fase piloto, consiste em “levar um PT aos idosos e dar treino personalizado” e em breve será “amplificado” no quadro do PRR, prevendo-se a inclusão de 20 ou 30 seniores. Sequeira destacou que este programa, direcionado para idosos vulneráveis, ajuda-os a recuperar a mobilidade para depois os integrar em atividades de caráter coletivo. Há ainda outro programa, em fase de contratação, que irá “auxiliar os seniores na toma de medicamentos”.

64 Recomendações
140 visualizações
bookmark icon