Sociedade

Ciclovia do Vale já foi inaugurada

• Favoritos: 45


A inauguração da ciclovia do Parque do Rio Ul contou com a presença do secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, Carlos Miguel, e do presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira

O secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, Carlos Miguel, disse, terça-feira, dia 29, em S. João da Madeira, que a ciclovia que veio inaugurar junto à entrada norte do Parque do Rio Ul “vai servir esta zona industrial”, defendendo que as mesmas foram “criadas e desenhadas inicialmente em Portugal” para momentos lúdicos e de recreio. “Hoje estamos a caminhar para termos ciclovias que sirvam para levar as pessoas para e de casa às escolas, trabalho (…) e esse são os passos que devemos dar”.
De acordo com o governante, que assumiu ser a primeira vez que “estava oficialmente” em S. João da Madeira, as ciclovias devem ser construídas em “rede” defendendo que “é isso que S. João da Madeira está a fazer, para que daqui possa ir para outras zonas da cidade”. Defendeu ainda a aposta em “modos suaves de transporte”, considerando ser o “passo que tem de ser dado”.
Esta ciclovia, com uma extensão de 2600 metros, teve um investimento de cerca de 1 milhão de euros, com apoio financeiro da União Europeia, através do FEDER, de 838 902,14 euros. No âmbito da sua estratégia de implementação de condições para a utilização de modos suaves nas deslocações intraurbanas, a Câmara Municipal de S. João da Madeira lançou esta empreitada de criação de ciclovias e passeios na Avenida do Vale e na Rua Manuel Vieira Araújo.
A ciclovia está equipada com iluminação pública, com sinalética vertical e horizontal, além de pavimentada com asfalto e pintura (azul forte), a distinguir os espaços para peões e bicicletas.
O governante revelou ainda em S. João da Madeira que estão a ser fechadas as negociações do “Portugal 2030”, presumindo que em julho de 2023 seja já possível começar “a lançar concursos”. Disse ainda que, no novo quadro comunitário de apoio, a “sustentabilidade está presente em tudo”, pelo que no seu entender os municípios “devem iniciar” a preparação das suas apostas em termos de candidaturas.

Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, Carlos Miguel, mostrou estar em forma ao dar umas pedaladas

A finalizar, deixou ainda um elogio ao Município sanjoanense, que, garantiu, que há um mês tinha uma taxa de execução de 96 por cento, referente a 18 milhões de fundos europeus contratados no âmbito do “Portugal 2030”.
Na sessão inaugural, o Presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira enquadrou esta obra no plano municipal para a transição energética, que visa “promover os meios de transporte não-poluentes”, como a bicicleta, e contribuir para a descarbonização do território. “E já está em obra o prolongamento desta ciclovia”, sublinhou o autarca, que vincou o empenho do seu governo local em fazer com que a cidade atinja “a neutralidade carbónica”.
Jorge Vultos Sequeira disse ainda que “está já em obra o prolongamento desta ciclovia”, vincando o empenho do governo local em contribuir para que a cidade atinja “a neutralidade carbónica”.
Com esta obra, a Câmara Municipal explica que que pretende “potenciar a utilização de modos suaves nas deslocações intraurbanas, designadamente do centro da cidade para as áreas geradoras de atividade económica”. Ao mesmo tempo, o município procura “fomentar a utilização da bicicleta como meio de transporte saudável e amigo do ambiente”.

Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa de 1 de dezembro ou no formato digital, subscrevendo a assinatura em https://oregional.pt/assinaturas/

45 Recomendações
204 visualizações
bookmark icon