Sociedade

Arte vista como veículo para a saúde mental

• Favoritos: 10


No seguimento da iniciativa ‘Outubro Verde”, a Mentemovimento promoveu uma tertúlia, na qual a artista Nathalie Santos, diagnosticada com bipolaridade, partilhou a sua experiência com a arte, que se tornou mais frequente desde o diagnóstico da doença

Decorreu na sexta-feira, ao final da tarde, no Centro de Arte Oliva (CAO), a tertúlia “Saúde Mental: A Transformação pela Arte”, promovida pela associação Mentemovimento.
O evento, feito em parceria com o CAO pretendeu “promover o diálogo acerca do papel transformador da arte e a sua relação com a promoção da saúde mental”. No seguimento, foi realizada previamente uma visita à exposição de Jaime Fernandes, “vi uma cadela minha com lobos”.
Recorde-se que Jaime Fernandes é um dos portugueses mais reconhecidos no mundo no campo da arte bruta e que a arte bruta é, por sua vez, aquela que é produzida sem intenções comerciais, com muitas obras produzidas em contextos de internamento e por pessoas com experiências de doença mental.

Ar­tigo dis­po­nível, em versão in­te­gral, na edição nº 3864 de O Re­gi­onal,
pu­bli­cada em 4 de novembro de 2021

10 Recomendações
15 visualizações
bookmark icon