Sociedade

Acesso para socorro no centro da cidade “minimamente” assegurado

• Favoritos: 19


A garantia é do coordenador municipal da Proteção Civil, que realça tratar-se de uma zona pedonal e lembra que os testes foram feitos em julho, com alguns trabalhos ainda a decorrer no centro. Estão ainda a ser feitas ações de melhoria,

O assunto da acessibilidade ao centro cívico foi levantado na última reunião da Câmara Municipal, pelo vereador Paulo Cavaleiro, da coligação PSD-CDS, que relatou um caso em que os bombeiros não tinham conseguido aceder a um local.
“Há dias, os bombeiros voluntários tiveram de fazer uma intervenção e tiveram um grave problema de acesso ao centro da cidade”, alertou o vereador, questionando o Presidente da Câmara se tinha conhecimento.
Na resposta, Jorge Vultos Sequeira indicou que “essas questões foram devidamente acauteladas”, tendo sido feito um “ensaio geral” com “todo o tipo de viaturas dos bombeiros” e “todos os percursos testados”.
“Há algumas questões a retificar, que já estão em curso, mas o resultado global é positivo e favorável”, assegurou o Presidente da Câmara.
“Então é resolver rapidamente esses problemas”, instou ainda Paulo Cavaleiro.
Por sua vez, o vice-presidente, José Nuno Vieira, informou que nessa operação-teste se “conseguiu acessibilidades a todos os locais da praça, existem ações de melhoria que podem ainda facilitar mais”.
Recorde-se que, na edição de 24 de junho, ‘O Regional’ dava nota da preocupação de cidadãos e comerciantes face a obstáculos (como bancos) que podiam dificultar o acesso de viaturas de socorro.

Ar­tigo dis­po­nível, em versão in­te­gral, na edição nº 3856 de O Re­gi­onal, pu­bli­cada em 9 de setembro de 2021

19 Recomendações
9 visualizações
bookmark icon