Seis prendas para uma consoada na liderança

Seis prendas para uma consoada na liderança

Sanjoanense, 6 – Maia, 1

Pavilhão dos Desportos, em São João da Madeira
Árbitros: Paulo Almeida (AP Aveiro) e Júlio Teixeira (AP Minho)

Sanjoanense: Tiago Rodrigues, Xavier Cardoso, João Cruz, Alex Mount e Afonso Santos
Suplentes: Marco Lopes (C), Tiago Almeida, Pedro Rego, José Almeida e Pedro Cerqueira
Treinador: Miguel Resende

HC Maia: Daniel Pontes, Pedro Ferreira, Pedro Pacheco, Tó Cruz e Álvaro Pinto
Suplentes: Léo Lima, Marco Moura (C), João Truta, André Matos e Guilherme Pinto
Treinador: Marco Dias

Golos: Xavier Cardoso (4’, 26’ e 33’), José Almeida (15’), Tiago Almeida (23’), Alex Mount (32’) e Álvaro Pinto (36’)

Disciplina: Azuis – Tiago Rodrigues (10’), João Truta (22’) e Pedro Pacheco (5’). Vermelho – Pedro Pacheco (5’)

Faltas: 16-7
Foi com exibição a 17 ou 18 valores, numa escala de 0 a 20, que a Sanjoanense recebeu e bateu o HC Maia por 6-1. Os alvinegros limparam a derrota da jornada anterior com o FC Porto e rubricaram uma das melhores exibições da temporada, sobretudo na primeira parte, para despachar um adversário que vinha de três vitórias consecutivas.
A equipa de Miguel Resende teve uma entrada muito personalizada na partida, inaugurou o marcador aos quatro minutos, num míssil saído do stick de Xavier Cardoso, mas podia ter marcado muitos mais, não fosse alguma ineficácia e várias defesas efetuadas por Daniel Pontes. Os primeiros dez minutos foram de domínio total e absoluto dos locais e Tiago Rodrigues, guardião da casa, praticamente não era chamado a intervir.
Só que, aos dez minutos, Paulo Almeida vislumbrou uma infração de Tiago Rodrigues dando-lhe azul. Marco Lopes, guarda-redes que tinha suspendido a carreira no defeso, mas que voltou após a saída de Bernardo Moreira, foi para a baliza, defendeu um livre-direto e segurou a vantagem. Recomposta, a Sanjoanense ampliou por José Almeida e, antes do intervalo, a jogar em powerplay, fez o 3-0 por Tiago Almeida.
No segundo tempo, Xavier Cardoso, em novo remate de meia-distância, bisou e, depois, deu-se a expulsão de Pedro Pacheco (5’), jogador que exagerou nos protestos com a dupla de arbitragem indo, por isso, tomar banho mais cedo.
A Sanjoanense aproveitou o powerplay da melhor maneira para marcar dois golos, um de Xavier Cardoso, completando o hat-trick, e o outro de Alex Mount.
E o marcador já ia em 6-0 com uma facilidade brutal, mas até com alguma complacência para com o HC Maia, já que as oportunidades desperdiçadas poderiam ter traduzido uma goleada histórica. O HC Maia reduziu, por Álvaro Pinto, de grande penalidade, e até ao final foi só controlar.
A Sanjoanense passa, assim, as festividades na liderança, com os mesmos pontos do HC Cambra.
Na próxima jornada, a 12 de janeiro, os alvinegros têm um teste dificílimo, num dérbie aveirense na casa da Académica de Espinho.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of