Sanjoanense Pedro Nuno Santos, o homem da ‘Geringonça’ já é ministro

Sanjoanense Pedro Nuno Santos, o homem da ‘Geringonça’ já é ministro

Era uma alteração esperada, depois do anúncio de Pedro Marques como cabeça-de-lista do PS às eleições europeias. O sanjoanense Pedro Nuno Santos assume, desde segunda-feira, o ministério das Infraestruturas e da Habitação. Aos 42 anos de idade, o seu nome é já apontado como um potencial candidato à sucessão de António Costa.

A notícia foi avançada na passada semana pel‘O Regional’. A oito meses das próximas eleições, o sanjoanense Pedro Nuno Santos, que desempenhava o cargo de secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, passa a assumir as funções de Ministro das Infraestruturas e da Habitação, após a saída de Pedro Marques para encabeçar a lista do PS às eleições europeias, que se realizam a 26 de Maio.
“Assumo hoje as funções de Ministro das Infraestruturas e Habitação. Sigo com o sentimento de orgulho e dever cumprido nos Assuntos Parlamentares e com a motivação e o entusiasmo de fazer ainda melhor neste novo desafio. Obrigado a todos os que sempre têm confiado em mim”, escreveu Pedro Nuno Santos na sua página pessoal do Facebook.
Além de Pedro Nuno Santos, entram para o XXI Governo também Mariana Vieira da Silva, é agora a nova Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, enquanto outro secretário de Estado, o do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza, fica com a tutela dos fundos comunitários, com o título do Planeamento. Uma das grandes novidades é a entrada de Duarte Cordeiro, vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, que deixa a autarquia para ser o novo secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Maria do Céu Albuquerque, com o Desenvolvimento Regional, Jorge Moreno Delgado, Infraestruturas e Alberto Souto de Miranda, como Adjunto e das Comunicações.
Foram ainda reconduzidos: Ana Cláudia da Costa Pinho, natural de Oliveira de Azeméis, como Secretaria de Estado da Habitação, Tiago Antunes, Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros e Luís Goes Pinheiro, Secretário de Estado Adjunto e da Modernização.
O Presidente da República deu posse aos novos ministros na passada segunda-feira, no Palácio de Belém, em Lisboa, onde, entre vários convidados, se destacava Jorge Vultos Sequeira, presidente do Município de S. João da Madeira, que, em declarações a ‘O Regional’, recordou que o agora Ministro Pedro Nuno Santos foi membro da Assembleia de Freguesia e da Assembleia Municipal de S. João da Madeira, candidato a presidente e vereador da Câmara Municipal de S. João da Madeira. “É um orgulho para todos os sanjoanenses vê-lo na posição de grande responsabilidade que hoje ocupa. É um facto marcante na história do nosso concelho”, reconhece o autarca.

“É um grande motivo de orgulho para a cidade”

Por sua vez, Rodolfo Andrade, líder do Partido Socialista de S. João da Madeira, reforça que esta nomeação “não surpreende quem o conhece e quem tem estado atento ao seu percurso político”. Trata-se, no seu entender, de um “justo reconhecimento do papel ativo e importante que teve nesta solução governativa de esquerda nas funções de secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares”.
O líder do Partido Socialista reconhece também que a qualidade política de Pedro Nuno Santos “é reconhecida por todos e não é por acaso que muitas vezes é apontado como solução futura para liderar o PS. É um grande motivo de orgulho para a cidade de S. João da Madeira”, enfatiza.
Por outro lado, Rodolfo Andrade assume que esta nomeação, a par da de Alberto Souto para Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, “reforça o peso e a importância da Federação Distrital de Aveiro do PS, presidida pelo também sanjoanense Jorge Sequeira, no panorama político nacional. É uma aposta clara de António Costa nos novos quadros do PS que nos enche de orgulho e, acima de tudo, de esperança e otimismo no futuro de Portugal”, remata o líder do partido
O certo é que, aos 42 anos de idade, existe já quem aponte o nome de Pedro Nuno Santos como um potencial candidato à sucessão de António Costa.
Recorde-se que o sanjoanense iniciou a sua atividade política na JS com apenas 14 anos. É licenciado em Economia pelo ISEG, instituição da Universidade Técnica de Lisboa, na qual foi presidente da Mesa da Reunião Geral de Alunos e membro do senado desta instituição. Em 2009, foi candidato à Câmara Municipal de S. João da Madeira, tendo desempenhado nessa altura o cargo de vereador no Município.
Pedro Nuno entrou no Parlamento em 2005, com a primeira maioria absoluta do PS, na altura em que o PS era liderado por José Sócrates, e permaneceu ao lado do antigo primeiro-ministro até à derrota eleitoral dos socialistas de junho de 2011.
Pedro Nuno Santos foi também líder da federação de Aveiro até Março do ano passado e, em 2011, apoiou António José Seguro contra Francisco Assis no processo de sucessão de José Sócrates no cargo de secretário-geral.
Em 2014, esteve ao lado do atual primeiro-ministro António Costa, nas eleições primárias socialistas de Setembro, em que o atual líder derrotou António José Seguro com mais de 60 por cento dos votos.

António Gomes Costa

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of