Sanjoanense passou exame com nota máxima e já é líder

Sanjoanense passou exame com nota máxima e já é líder

Académica, 2 – Sanjoanense, 7

Pavilhão N.º 3 do Estádio Universitário, em Coimbra
Árbitros: Manuel Fernandes e José Pereira (AP Porto)

Académica: Marco Abrantes (C), João Timóteo, Diogo Graça, Alexandre Santos e Fábio Vieira
Suplentes: Francisco Moreira, Pedro Picado, Arnaud Crémese, Rafael Ramalho e Carlos Campos
Treinador: Pedro Ferreira

Sanjoanense: Tiago Rodrigues, Pedro Cerqueira, Pedro Rego, Afonso Santos e José Almeida
Suplentes: Marco Lopes (C), Xavier Cardoso, Tiago Almeida, João Cruz e Alex Mount
Treinador: Miguel Resende

Golos: Pedro Rego (1’), Diogo Graça (1’), João Timóteo (8’), Alex Mount (17’), Pedro Cerqueira (21’), Xavier Cardoso (34’ e 48’), João Cruz (43’) e Tiago Almeida (46’)

Acção disciplinar: Azul para João Timóteo (43’) e Marco Abrantes (45’)
Faltas: 18-15
Coimbra é a cidade do conhecimento mas foi a Sanjoanense a dar uma lição aos estudantes. Os alvinegros bateram a Académica por 7-2, confirmando o crescendo de forma que se tem verificado nos últimos jogos e já estão em primeiro lugar, em igualdade pontual com os Carvalhos, no Campeonato Nacional da II Divisão – Zona Norte – de Hóquei em Patins.
O emblema da capital do calçado entrou praticamente a ganhar com um golo de Pedro Rego, a concluir uma triangulação que começou em Pedro Cerqueira e passou por Afonso Santos mas, segundos depois, Diogo Graça fez o empate. Apesar da Sanjoanense dispôr das melhores oportunidades, foi a Académica quem saltou para a frente do marcador quando, aos oito minutos, João Timóteo fez o 2-1. Os alvinegros continuaram a esbanjar ocasiões e foi já com Alex Mount no rinque que o empate chegou através de um remate colocadíssimo do inglês. Ainda antes do intervalo, Pedro Cerqueira, com um desvio subtil na área, levou a Sanjoanense para o descanso a vencer por 2-3.
No segundo tempo, nada se alterou, a Sanjoanense continuou a dominar e, apesar da Académica ter falhado um livre-direto, que poderia ter dado o 3-3, Xavier Cardoso deu (34’) a tranquilidade necessária com uma jogada individual por trás da baliza e que terminou com um golaço de fazer levantar o pavilhão.
Aos 43’, João Cruz, de livre-direto, sentenciou praticamente a partida ao fazer o 2-5 e Tiago Almeida, na recarga de uma grande penalidade, aumentou para 2-6. Coube a Xavier Cardoso fechar as contas de mais uma prestação muito boa da Sanjoanense.
Segue-se, na próxima jornada, uma receção ao Infante de Sagres, equipa orientada por Vítor Pereira, ex-treinador dos “unhas-negras”.
A Sanjoanense partilha, então, o primeiro posto com os Carvalhos, embora os gaienses tenham, por agora, vantagem no confronto direto.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of