Política

BE denuncia “falta de parques infantis pela cidade”

• Favoritos: 14


O BE sugeriu, na assembleia municipal, a colocação de parques infantis na Praça Luís Ribeiro e no Parque do Rio Ul, apontando que fazem falta mais equipamentos destes na cidade.

Com o tempo quente, os espaços ao ar livre são cada vez mais procurados e o Bloco de Esquerda entende que há uma lacuna na cidade que é necessário colmatar: a falta de parques infantis. A deputada Eva Braga defende que além “de espaços de divertimento e socialização de crianças”, estes equipamentos permitem “o descanso e socialização entre pais, mães e filhos”, sendo “potenciadores do bem-estar familiar”. Apesar dos vários espaços verdes e de fruição existentes no concelho, o BE afirma que faltam parques infantis, sugerindo, por exemplo, a criação de um parque no gaveto da praça, “um espaço vazio há muito tempo” e que tornaria o centro mais atrativo.
Outro local que beneficiaria com um parque infantil é o Parque do Rio Ul, afirmou Eva Braga, apontando que para esse local, “com características diferentes”, existem estruturas de divertimento infantil que não desvirtuariam o seu ADN. “Os parques na Cidade do Porto têm zonas de parque infantil de diferentes tipos, adaptando-se à tipologia dos próprios parques e, por isso, estão cheios de famílias com crianças de todas as idades”, exemplificou Eva Braga, considerando que S. João da Madeira pode ser uma “cidade mais amiga das crianças e das famílias”.

Câmara tem vindo a reabilitar parques infantis e a instalar novos

Em resposta, o presidente da Câmara lembrou que a autarquia renovou recentemente o parque infantil no Bairro do Poder Local e que vai instalar um outro na rua 16 de Maio, além de renovar o equipamento existente na praça Barbezieux e na Mamoinha. O edil lembrou que há outros parques infantis espalhados pela cidade, nomeadamente no parque Ferreira de Castro. Jorge Sequeira argumentou também que todo o parque do Rio Ul, pela sua extensão e características únicas, pode ser considerado, todo ele, um parque infantil, onde é possível correr, caminhar, jogar à bola e outras atividades ao ar livre O autarca repudiou ainda a ideia de que a cidade tem de ser mais amiga das crianças, fazendo o convite a Eva Braga para que esteja presente na próxima comemoração do Dia da Criança, ou que acompanhe outras atividades desenvolvidas pelo município neste âmbito.

Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa n.º 3995, de 4 de julho de 2024 ou no formato digital, subscrevendo a assinatura em https://oregional.pt/assinaturas/
14 Recomendações
47 visualizações
bookmark icon