Opinião

O senhor Silva...

• Favoritos: 25


No último fim de semana, a família resolveu utilizar os transportes públicos para nos deslocarmos até Coimbra. Na central de transportes de S. João da Madeira entramos no autocarro que nos levaria até Ovar. Aí apanhamos o comboio com destino a Coimbra. Ao entramos no autocarro, como dizia, fomos recebidos pelo motorista e logo verificamos, pela maneira cordial como falou connosco, que estávamos perante um ser humano com um coração enorme. O senhor Silva... este é o nome do motorista. Bem, este senhor é muito mais que um motorista.
Ele, em conjunto com um grupo de amigos da freguesia de Souto – Feira, é um dos fundadores da Associação AlmiSouto. Esta associação recuperou um terreno que foi doado à freguesia por uma família. O senhor Silva foi-nos contando, com um orgulho enorme, que este espaço é cedido para diversos eventos, tais como aniversários, encontro de amigos, etc. Organizam encontros temáticos e familiares. Também conseguem angariar diversos donativos e ofertas com os quais organizam cabazes.
Este senhor foi jogador de futebol. Hoje, para se manter em forma, usa a bicicleta para o seu treino. Depois de lhe ter dito que o meu desporto foi o basquetebol, contou-nos que a sua ligação ao basquetebol foi quando transportou a seleção nacional de basquetebol, no período em que o treinador era o Mário Palma. Bem, confessei-lhe que também conheci o Mário em Angola, mas isto são outras histórias... Ficamos também a saber da enorme capacidade pedagógica que o senhor Silva tem no transporte de crianças e jovens. O senhor Silva, para além de gostar da sua profissão, ele ama a vida e gosta de ver todos os que o rodeia felizes. Eu e a minha mulher ficamos felizes por o conhecer. Foi um gosto enorme... E, ficamos a desejar que toda a gente, nas viagens que façam encontre “um senhor Silva” como nós encontramos.
Deixo aqui um bem haja a todos os profissionais motoristas, de ambos os sexos, pelo serviço que nos prestam, um grande abraço.
Na música, Diana Krall, uma voz do jazz.
Nos livros, “Quando te casares atua mulher vai ver-te o pénis”, de Justin Halpern.
Quem vê caras, não vê corações.

25 Recomendações
76 visualizações
bookmark icon