Opinião

No rescaldo da época natalícia

• Favoritos: 18


Como sanjoanense sinto-me muito defraudada relativamente ao “brilho natalício”, na cidade de S. João da Madeira.
O edil camarário teve muita falta de respeito para com os sanjoanenses em geral e muito particularmente para com os comerciantes. Luzes quase nem vê-las, programação muito pobre, espetáculos de rua quase inexistentes. No centro da cidade, “praça” onde foram feitas “melhorias”, segundo os que fazem e desfazem para dar melhores condições de lazer aos cidadãos, tem deixado muito a desejar e então neste último Natal… Umas luzitas no meio da praça central dispostas em forma de arraial que nem sequer cobria todo o espaço, umas barraquinhas para o mercadinho de Natal que só funcionou num dia, uma casa do Pai Natal raramente aberta, só em jeito de informação, no dia 18 de dezembro ao final do dia crianças de escolas de S. João da Madeira apresentaram-se na praça para entoarem cânticos natalícios e a casa do pai Natal estava fechada num momento em que havia li muitas crianças. Como é possível tal falta de visão de quem fez a programação natalícia? E o horário para a atuação de crianças tão pequenas, 19h00?
Senhores autarcas não venham com a problemática energética, é importante sim, mas à semelhança de outras localidades seria apenas uma questão de gestão de horário no funcionamento da iluminação natalícia (poucas horas mas com algum deslumbramento).
Talvez fosse importante questionarem os comerciantes e saber o que faziam diferente. Quem fez as compras no comércio de rua como eu, sabe das desilusões que os senhores comerciantes sentiram relativamente à programação/iluminação apresentada pela nossa Câmara.
Não há como incentivar os cidadãos a preferirem o comércio de rua, a usufruírem dos espaços se não se oferece algo apelativo que os faça quererem mesmo usufruir desses espaços.
Veio-me parar às mãos a programação de Natal da cidade de Braga, espetacular!
E os nossos vizinhos, St.ª Maria da Feira e Oliveira de Azeméis, esmeraram-se!
Longe vão os tempos em que a cidade de S. João da Madeira primava por, de forma positiva, se destacar das terras vizinhas, agora…
Já agora o que faz a Associação Comercial? E a oposição? Há que criticar, questionar, dar-lhes desconforto, caso contrário o edil camarário pensará que faz sempre tudo bem feito…

Maria Silva

18 Recomendações
69 visualizações
bookmark icon