Opinião

Hortalices - Uma história com piquinhos

• Favoritos: 42


A história do Piquinhos é fácil de contar. Em 2004, ainda apareciam muitos ouriços-cacheiros aqui pelas bandas de Fundo de Vila e do Orreiro. Mas este Piquinhos era especial. A D. Emília tinha vários gatos no seu quintal. A certa altura, apercebeu-se que os gatos estavam a comer mais do que o habitual. Desconfiou que houvesse algum felino a fazer-se de convidado. Mas, um dia, apercebeu-se do vulto de um bicho que não era gato. Concluiu que era um ouriço-cacheiro. Nem o tentou apanhar, porque o ouriço é um bicho noturno e picante. Passou algum tempo sem mais novidades, mas ficou com a convicção de que o mamífero andava por ali. Um dia, ao abrir o portão do quintal, o senhor David deparou-se com uma cena aflitiva. O espinhoso animal ficara entalado entre duas barras do portão e dali não conseguia sair. A conclusão era óbvia: quando entrara, o Piquinhos era um elegante ouriço com uma correta proporção peso-largura. Depois de alguns dias a comer comida de bicho gato, o peso aumentara e a largura também. Por isso, não cabia nas grades do portão. Era inviável forçar o furtivo animal a espremer-se todo para sair. Meter-lhe as mãos também não era convidativo: seis mil espinhos metem respeito… Por isso, como bons amantes da natureza, protegeram-no muito bem com uma toalha húmida e cortaram as barras do portão, para libertar o intruso. O portão ficou rebentado, mas o bicho saiu inteiro.
O caso espalhou-se pelo bairro. Havia que satisfazer a curiosidade das crianças que nunca tinham visto uma bola de espinhos. Pensamos soltá-lo, mas já tinham aparecido ali vários ouriços atropelados. Não era muito seguro…. Então, arranjamos um pequeno abrigo com tábuas, debaixo do nosso limoeiro e, no dia seguinte, levámo-lo ao Parque Biológico de Gaia. Ao despedir-se de nós, o Piquinhos entrou, todo despachado, na sua mansão feita de folhas de hera. Adeus, Piquinhos! Em troca, recebemos um certificado, atestando a admissão do novoinquilino.
Hoje, passados vinte anos, os meus filhos ainda recordam com delícia o episódio do Piquinhos. Mas há sombras no seguimento desta história. Naquela época, era comum aparecerem por aqui ouriços-cacheiros e pirilampos, dois dos mais enigmáticos elementos da nossa fauna. Os pirilampos vinham de um pequeno bosque que havia atrás do bairro, os ouriços viriam lá de baixo, do vale. O bosque desapareceu, para dar lugar a um jardim. O caminho dos ouriços ficou mais povoado de prédios e de ruas. Não será fácil o regresso dos ouriços e dos pirilampos, mas é importante que a cidade continue a ter espaços onde eles possam viver.

42 Recomendações
108 visualizações
bookmark icon