Oliva Beer Mind regressa com 120 estilos de cerveja distintos

Oliva Beer Mind regressa com 120 estilos de cerveja distintos

De 29 a 31 de Março, S. João da Madeira volta a ser o epicentro da cerveja artesanal, com a 3.ª edição do festival internacional Oliva Beer Mind. Mais de 120 estilos de cerveja diferentes, representando o trabalho de 15 cervejeiras nacionais e cinco internacionais. Este que foi o primeiro festival cervejeiro indoor do país, destaca-se pela partilha entre novos produtores e os players já consagrados, abrindo espaço na programação para uma componente pedagógica que este ano se propõe pensar o sector a nível nacional. A animação está garantida para os três dias deste evento, que se assume como uma festa de família, com entrada livre.

O Oliva Beer Mind é “já uma referência da nossa cidade” que “reflecte o espírito do que é a Oliva”, com foco no “empreendedorismo”. As palavras são do vice-presidente da Câmara Municipal, José Nuno Vieira, na conferência de imprensa de apresentação da 3.ª edição do festival cervejeiro que, entre os dias 29 e 31 de Março, volta a fazer de S. João da Madeira o epicentro da cerveja artesanal.
O autarca salientou que a 3.ª edição do Oliva Beer Mind coincide com o ano que a Camara definiu como sendo de “aposta na Oliva Creative Factory”. Uma aposta que já se reflectiu em diversos eventos já realizados, no lançamento da obra de requalificação do parque de estacionamento, no reforço da componente de comunicação e no rebranding do Núcleo de Arte que agora se chama Centro de Arte da Oliva. “Temos de tornar o espaço mais atractivo a um público mais diversificado. Abrir a Oliva à cidade e à região”, afiançou José Nuno Vieira.

“3.ª edição vai mostrar caminho para o futuro”

Octávio Costa, representante da O&GAssociados, que organiza o Oliva Beer Mind, em parceria com o município de S. João da Madeira, garantiu que a edição deste ano é uma “aposta na continuidade”.
“A 3.ª edição de um evento pressupor que já existe uma base, uma semente que cresceu e floresceu”, afiançou Octávio Costa, constando, com base na sua experiência na organização de eventos, que “a 3.ª edição indica o início da maturidade que será notada durante o festival”.

José Nuno Vieira e Octávio Costa

Maturidade que se aplica também aos cervejeiros da região, que foram crescendo desde a primeira edição do Oliva Beer Mind, tirando proveito do ecossistema da região, onde é possível encontrar uma “cadeia de valor” que facilita o “empreendedorismo” nesta área.
Octávio Costa destaca que o Oliva Beer Mind foi “o primeiro festival indoor” e “deslocalizado” do país, tendo conseguido criar “escola” e afirmar-se. O festival afirmou-se na programação da região em torno de S. João da Madeira, no eixo entre Aveiro e Porto que se transforma no “epicentro da cervejaria em Portugal”.
“Este ano notámos uma certa ansiedade para participar neste festival”, afirma o organizador, sublinhando que o evento tem “espaço para grandes cervejeiros, mas também para os rookies que precisam vir à tona”.
Entre as escolhas cervejeiras para esta terceira edição contam-se mais de 120 estilos diferentes, clássicos e atuais, irreverentes e experimentais como as Portuguese Grape Ale, cervejas com base em uvas de castas nacionais ou até a partir do mirtilo. O Oliva Beer Mind vai assim contar com a participação de 15 cervejeiras nacionais com referência para produtores recentes, e 5 internacionais já consagrados, Espanha, Bélgica, Itália, Inglaterra.
Octávio Costa acredita que “a 3.ª edição vai mostrar caminho para o futuro”.

Primeiro balanço nacional do movimento cervejeiro

A componente pedagógica, que complementa a vertente lúdica, tem sido aposta desde a primeira edição, mantendo-se para promoção do “envolvimento entre as empresas de cerveja com outros players da cadeia de valor”. Muito além da venda directa e imediata gerada nos dias do evento, o Oliva Beer Mind proporcionou já múltiplas oportunidades de negócio e parceria para muitos dos participantes.
Este ano a aposta mantém-se, pelo que a abertura do festival será marcada por uma conferência de balanço da primeira fase da vida do movimento cervejeiro português. Agendada para dia 29 de Março, pelas 16h30, a conferência será moderada pelo jornalista e entusiasta cervejeiro Daniel Belo. Esta será, segundo Octávio Costa, a primeira vez que se irá fazer o “balanço nacional” da cervejaria artesanal portuguesa.
Também nesta sexta-feira, pelas 18h30, será apresentada publicamente uma nova plataforma de comunicação global cervejeira de âmbito global, que resulta de um projecto de networking de origem portuguesa para todo o mundo.
No sábado, dia 30, pelas 16h00, será apresentado o Vídeo/Podcast lançado pela marca Sovina, um “player de referência” nacional, onde o tema cervejeiro é promovido e debatido em formato acessível a todos os públicos. Ao longo do dia, serão gravados registos do festival, para integrar o primeiro documentário realizado em Portugal sobre o movimento da cerveja artesanal, pela realizadora Catarina Neves.

Animação para toda a família

Na parte da animação musical, outra das marcas deste festival, destaques para as bandas Berry White Gone Wrong e Omiri, este último um espetáculo que percorre a sonoridade e composição tradicional dando-lhe um conceito moderno eletrónico e com recurso multimédia. O Oliva Beer Mind propõe ainda melomania irrequieta com os consagrados como Rui Tenreiro ou Ruitrintaeum, ou apostas de novos talentos como Tiago Gomez, Carlos Fontoura, Francisco Coelho, Shrumate ou Mok Groove.
Para compor três dias de animação e oferta festiva, a já reconhecida escolha de comida de rua adaptada aos estilos cervejeiros, e porque este festival é também uma festa de família, a organização em coordenação com a Oliva Creative Factory e o município sanjoanense criaram uma zona ‘kids friendly’ onde também a pequenada se pode divertir e preencher o tempo com atividades devidamente acompanhada por monitores.

Entrada livre no recinto e espectáculos

«Esta 3.ª edição do Oliva Beer Mind, reforça-se como programação imprescindível, e lança as ideias para o futuro de um evento que entra em velocidade cruzeiro e que se notabilizou na região, criando uma referência na oferta cultural deste território», escreve a organização.
O Oliva Beer Mind tem entrada livre no recinto e espectáculos, sendo que o consumo pressupõe a aquisição do copo oficial do evento (que tem o custo de 3 euros). O preço das cervejas varia entre os 2,5 e os 4 euros.
Nas duas primeiras edições, a organização contabilizou a venda de cerca de 3 mil copos oficiais em cada edição.

Joana Gomes Costa

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of