Motores

Renault Megane E-Tech 100% Elétrico já disponível no concessionário Entreposto A. Fontes

• Favoritos: 21


Apresentado, pela Renault, como o primeiro modelo da nova “geração 2.0” de veículos elétricos o novo Mégane E-Tech 100% Elétrico chega, ao mercado nacional, com duas motorizações, uma com 130 cv e outra com 218 cv de potência

Apresentado, pela Renault, como o primeiro modelo da nova “geração 2.0” de veículos elétricos o novo Mégane E-Tech 100% Elétrico chega, ao mercado nacional, com duas motorizações, uma com 130 cv e outra com 218 cv de potência, duas são também as dimensões da bateria: 40 kWh e 60 kWh. Os preços começam-nos dos 35.200 euros.
Embora não seja um SUV o Megane E-Tech Elétrico tem uma linha de cintura elevada e rodas de dimensões generosas (até 20 polegadas), típica destes modelos. Também não é um coupé, mas a linha de tejadilho descendente, as vias largas, os puxadores das portas tácteis de série, o difusor traseiro a lâmina integrada no pára-choques dianteiro, ao estilo da Fórmula 1, remetem-nos para automóveis da gama desportiva. Apresenta ainda o novo emblema da Renault, tanto no capot da frente como no portão da bagageira, que tem uma capacidade de 440 litros.
Com uma plataforma pensada de raiz para ser usada num automóvel 100% elétrico o novo Mégane E-Tech Elétrico poder ter 130 ou 228 cv de potência. A versão menos potente anuncia um consumo médio de 15,8 kWh/100 km, com a aceleração dos zero aos 100 km/hora a fazer-se em dez segundos, e a velocidade máxima a atingir os 150 km/hora. A variante de 218 cv e 350 Nm cumpre os primeiros 100 metros em apenas 7,4 segundos e anuncia uma velocidade máxima limitada aos 160 km/hora.
As baterias estão colocadas no ponto mais baixo do Megane e apresentam duas opções, uma com 300 km de autonomia e outra que alcança os 470 km em ciclo WLTP. Um programa com quatro níveis de travagem regenerativa pode ser selecionado através das patilhas no volante.
Quanto aos carregamentos, o Megane E-Tech 100% Elétrico disponibiliza múltiplas soluções quer em corrente alternada (CA) de 7 kW e 22 kW ou corrente contínua (CC) de 130 kW ou superior. Ou seja, aceita carregamentos rápidos que fornecem energia suficiente para efetuar mais 300 km em ambiente urbano ou 200 km de condução em autoestrada, em apenas 30 minutos. Também é possível carregar a bateria para mais 160 km numa hora utilizando um terminal de carregamento de 22 kW (sendo a Renault o único construtor generalista a oferecer um carregador CA de 22 kW integrado) ou recuperar até 400 km em oito horas, através de Wallbox de 7,4 kW.
No interior existem bastantes materiais reciclados, nomeadamente os têxteis que revestem os bancos, os painéis das portas, assim como a estrutura do painel de instrumentos e a carenagem do motor.
Como se pode ver nas fotos, o painel de instrumentos e infoentretenimento formam um “L” invertido com um ecrã total com mais de 24 polegadas. Concebido como se fosse um tablet, pode ser operado por toque ou por reconhecimento de voz, o openR link permite aceder a tecnologias, serviços e aplicações da Google como o Google Assistant, Google Play ou Google Maps.
Quanto a preços, o Renault Megane E-Tech Elétrico está disponível a partir dos 35.200 euros para a versão com a bateria de 40 kWh e motor de 130 cv. A variante mais potente, de 218 cv equipada com a bateria de 60 kWh, tem preços desde 40.200 euros.
Representante oficial da Renault, o concessionário Entreposto A. Fontes tem pontos de venda e serviços em Santa Maria da Feira, Oliveira de Azeméis, Cacia, Aveiro e Vila Nova de Gaia. É parte integrante do Grupo JAP, um grupo centenário que atualmente representa  mais de 20 marcas.

 

 

21 Recomendações
193 visualizações
bookmark icon