Negócios

Nem tudo é “linear” na indústria e que o diga quem trabalha com feltro

• Favoritos: 25


Alfonso Salcedo, de 29 anos, é de Estarreja e trabalha em S. João da Madeira, cidade que não conhecia e onde vê “um povo alegre”.
Depois do curso de organização e planificação de trabalho no ISCA, das primeiras experiências profissionais (como operador e responsável de secção) e de ter voltado a estudar, desta vez em Oliveira de Azeméis (na ESAN, onde fez um TESP), surgiu a oportunidade de entrar na FEPSA.
Está na empresa há 4 anos e é responsável pela produção da fula. “Organizo o trabalho, coloco as pessoas nas máquinas, dou-lhes o trabalho que têm de fazer e controlo a produção”, explica, acrescentando que “acaba por ser um trabalho em equipa”.

Ar­tigo dis­po­nível, em versão in­te­gral, na edição nº 3842 de O Re­gi­onal, pu­bli­cada em 6 de maio de 2021

25 Recomendações
123 visualizações
bookmark icon