Natação ADS/Fepsa,  o princípio é metade  de tudo

Natação ADS/Fepsa, o princípio é metade de tudo

Convidados do Clube Galitos de Aveiro, os nadadores cadetes da ADS/Fepsa foram até Aveiro, no passado fim-de-semana, para participar e discutir o Torneio Nadador Completo.
Os oito atletas da ADS/Fepsa convocados, já desde muito cedo, semanas antes, assumiram o desafio e, a partir daí, o trabalho no dia-a-dia foi particularmente empenhado, focado nos incontornáveis pormenores da Natação Desportiva.
Fomos os primeiros a chegar na piscina onde ia decorrer o encontro, piscina própria do Galitos, saudados pelo delegado do clube anfitrião, que nos deu as boas vindas, escolhemos um lugar entre os destinados aos clubes e delineámos em conjunto o aquecimento: 800 metros de contacto com a água, vários exercícios e largadas.
Compareceram 13 clubes apresentando um total de 155 nadadores (81 masculinos 74 femininos). Um torneio de cadetes bem concorrido; o programa obrigava, os cadetes A, ao cumprimento de cinco provas diferentes, enquanto os cadetes B se ficariam pelas quatro. Para a classificação final era considerado um somatório delas todas.
Na perspectiva de os ver crescer como atletas, ao mesmo tempo que se comportam como uma equipa, compreendendo regras e tácticas, é de extraordinária alegria vê-los entusiasmar-se com a prestação uns dos outros, com incentivos, saltos, abraços e coisas do género: muito bom, estiveste bem, gostei. É a época de: Maria Rita Rosário, Alice Macedo, Marta Oliveira, Nuno Matos, Pedro Bastos, Filipe Silva, Matheus Sínoti e Rodrigo Costa; um relevante pequeno todo de branco e negro.
No placar colectivo, o 6.º lugar respeita bem a fase histórica da Natação ADS/Fepsa, dando a entender que uma audaz conjugação de esforços, e de sonhos, instalou uma harmónica disposição para prosseguir e dar aos sanjoanenses, com sanjoanenses e outros, mais um exemplo desportivo e social de rigor e categoria.
O plano individual ADS/Fepsa fez-se valer pelo nível constante da prestação de Maria Rita Rosário (2.º lugar cadetes A); pelo cuidado técnico de Matheus Sínoti (14.º cadetes B); o espírito inquebrável de Marta Oliveira (15.º cadetes B); os outros, também com espantosas performances, ficaram um pouco mais atrás devido a pequenos erros, contudo, a darem importante contributo em pontos.
No próximo fim-de-semana, o prazer de nadar leva a ADS/Fepsa para um Torneio de Preparação, a Viseu, e, para o Meeting da Póvoa, à Póvoa do Varzim. Sem embaraço, a nossa modalidade continua a ser a Natação Pura e o nosso envolvimento e movimento são as quatro técnicas de nadar: crol, costas, bruços e mariposa; juntam-se coisas como proximidade, paixão, preocupações comuns, liberdade, tudo possível, porque, especialmente, gostamos uns dos outros.
A nadadora infantil ADS/Fepsa, Laura Pinho, foi entretanto a Abrantes ajudar a selecção de Aveiro no Torneio Interassociações Vale do Tejo, deixando bem afirmada a lealdade à escola a que pertence.
Estamos perante a nossa existência, já não sabemos como deixar de querer muito, pois pode ser que assim volte a ser sempre.

Somos Natação
ADS/Fepsa

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of