Não nos enganem! As instalações do Hospital de S. João da Madeira estão, de facto, subocupadas!

Não nos enganem! As instalações do Hospital de S. João da Madeira estão, de facto, subocupadas!

A semana passada, a CDU, em comunicado tratado na imprensa local, levantou o problema da subocupação do nosso hospital e afirmou que o 3.º piso, com capacidade para mais de 22 camas, estava desocupado, num momento em que o Administrador do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga recorria ao arrendamento de instalações privadas.
A resposta ao comunicado da CDU, tratado resumidamente no jornal Labor, teve, no mesmo número, uma extensa resposta da Administração, com algumas ajudas do executivo municipal, para tentar negar a desocupação do 3.º piso e defender o modelo de gestão do Centro Hospitalar. Infelizmente, para as populações da região, a verdade é outra!
A CDU reafirma tudo o que disse no último comunicado, relativamente à subocupação do nosso hospital, em particular o referido sobre a desocupação 3.º piso.
Temos observado, in loco, as instalações do hospital de S. João da Madeira, estamos em condições de afirmar que, quase todos os dias, ao longo do ano de 2019 e 2020, as 22 camas do terceiro piso estão desocupadas. Verificávamos que, antes da pandemia, num ou noutro dia, muito raramente, durante o fim da tarde e/ou à noite, era ocupada uma, ou duas camas, do total das 22 daquele piso.
Temos pena que a Administração, que gosta de exibir números, não nos tenha dito, quantas pessoas, ao longo do ano de 2019 e 2020, passaram a noite no referido piso.

A Comissão Coordenadora da CDU de S. João da Madeira

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.