INACEITÁVEL. Não nos enganem sobre a Praça

Esclarecimento ao direito de resposta da Senhora Dr.ª Eva Cruz

Peço desculpa, aos leitores e à Redação de ‘O Regional’, por voltar a falar da Praça sob o título “INACEITÁVEL. Não nos enganem sobre a Praça”.
Não alimento discussões estéreis, mas não fujo às polémicas. Não ignoro as opiniões de quem considero sério e, por isso, sinto-me obrigado a esclarecer.
Ao ler, noutro jornal, o artigo que a reclamante escreveu congratulando-se “… por finalmente se vislumbrar uma solução para esta Praça, há muito adiada …”, eu não a pude ignorar.
O que escreveu não é verdade. O poder criou a narrativa de que não havia solução para a Praça, mas, na realidade, desde setembro de 2017, há uma solução, com projeto completo (de todas as artes), fruto de um concurso público internacional. Uma solução aprovada por unanimidade na câmara municipal, como nunca tinha acontecido, e com debate público muito participado, que envolveu o público em geral, os técnicos e os autarcas. Isto é um facto indesmentível!
Quando digo que “escorregou na ladainha do poder”, quero dizer que acreditou na versão (na narrativa, na conversa, na lengalenga) do poder. Por favor, não dê à minha expressão o significado que não tem. O que escrevi é, nada mais, nada menos, que uma crítica a um artigo que manifesta uma opinião que é diferente da minha. Espero ter sido claro!

Jorge Cortez

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of