Homem ferido após atropelamento na passadeira na Avenida da Liberdade

Homem ferido após atropelamento na passadeira na Avenida da Liberdade

Um homem, com cerca de 70 anos, ficou ferido na sequência de um atropelamento numa passadeira na Avenida da Liberdade, em S. João da Madeira. Apesar da “violência” do embate, a vítima encontra-se estável. Autarquia anuncia investimento de 350 mil euros na mobilidade.

Apesar dos números terem vindo a diminuir, parece que ainda existe muito para fazer, uma vez que os atropelamentos nas passadeiras em S. João da Madeira continuam a acontecer.
Na passada segunda-feira, dia 8, cerca das 10 horas da manhã, um homem de 70 anos, residente em Romariz, Santa Maria da Feira, ficou ferido, quando, ao que apurámos, atravessava a estrada, em cima da passadeira, na Avenida da Liberdade, próximo da Câmara Municipal, tendo sido colhido, inesperadamente, por uma viatura ligeira.
Ao que soubemos, a vítima terá batido com o corpo contra o para-brisas e “foi projetado com violência sobre a via”. O homem foi assistido no local por uma equipa da VMER do Hospital São Sebastião, em Santa Maria da Feira e, depois de estabilizado, foi transportado pelos bombeiros de S. João da Madeira para o Hospital feirense.
Segundo apurámos, a vítima estaria “consciente, orientada e com dores num braço na zona da omoplata”. As causas são, para já, desconhecidas.
Em S. João da Madeira, acidentes por atropelamento, principalmente em passadeiras, há muito que deixaram, de ser novidade na cidade. O assunto é delicado e as obrigações aplicam-se tanto para os peões como para os condutores.
Numa ronda pela cidade, apercebemo-nos de que, em muitos casos, os peões não param antes de entrar nas passadeiras, muitos vão distraídos, provocando algumas situações de perigo, e até ao telemóvel. Verificámos ainda alguns veículos em segunda fila, o que impede, por vezes, a visibilidade aos condutores, e passadeiras já pouco visíveis.

Câmara investe 350 mil euros na mobilidade

O certo é que a autarquia tem dado uma especial atenção a este assunto, e anunciou, em Março último, um investimento de 350 mil euros na mobilidade. A intervenção inclui criação de passadeiras inteligentes e o reperfilamento da Rua João de Deus. O líder da edilidade, Jorge Vultos Sequeira, já assinou o contrato para executar o projeto «Cidade Inclusiva» e, segundo a autarquia, esta obra inclui o reperfilamento da Rua João de Deus e intervenção em mais de 50 atravessamentos para peões. “A adoção de soluções inovadoras, designadamente as chamadas passadeiras inteligentes, terão impacto no dia-a-dia da população de S. João da Madeira”, refere o comunicado.
A aposta da autarquia passou também por colocar em S. João da Madeira algumas passadeiras “inteligentes”, que emitem sinalização luminosa aos automobilistas, quando se verifica a aproximação de transeuntes. Existem também passeios com piso tátil para invisuais, que lhes permite detetar a proximidade das vias e as passagens para peões.
O reforço da sinalização, a colocação de marcadores solares – luzes intermitentes – e o rebaixamento de passeios para cadeiras de rodas são outros melhoramentos a concretizar, no âmbito desta empreitada.

António Gomes Costa

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of