Frio obriga a plano de contingência

Frio obriga a plano de contingência

A previsão de continuação do tempo frio com os termómetros a registarem temperaturas negativas, foi delineado um plano de contingência para protecção das pessoas sem-abrigo da cidade, que estará activo até dia 18 de Janeiro. Entre as medidas de protecção está o acolhimento em camarata no edifício sede dos Bombeiros Voluntários de S. João da Madeira.

A informação foi avançada pela vereadora Paula Gaio na reunião de Câmara desta terça-feira, sublinhando que a implementação do plano de contingência surge na sequência das previsões meteorológicas que apontam para temperaturas extremas adversas, com os termómetros a registarem valores negativos até à madrugada da próxima sexta-feira, 18 de Janeiro.
O plano de contingência foi activado na passada terça-feira, dia 9, incluindo medidas como o acolhimento em camarata no edifício sede da Associação dos Bombeiros Voluntários, espaço que está já equipado com colchões e roupas de cama. Está previsto ainda o serviço de uma refeição quente, com possibilidade de se prolongar este apoio.
Como explicou a vereadora, haverá articulação com o serviço de Protecção Civil Municipal para “monitorização das condições climatéricas e validação do espaço de alojamento das situações de emergência”, sendo que esta informação será divulgada pelas diversas entidades do concelho, a saber: PSP, Trilho e Centro Comunitário da Santa Casa da Misericórdia de S. João da Madeira, Centro Comunitário da Associação de Jovens Ecos Urbanos, Serviço de Ação Social da Segurança Social local e Conferência de S. Vicente de Paulo e S. José.
Ao longo deste período será mantido “contacto directo” durante a tarde e noite com as pessoas em situação de sem-abrigo, para “divulgação desta resposta de emergência”. Segundo Paula Gaio, caso não aceitem esta resposta, será verificada “a existência de cobertores e agasalhos adequados, bem como de alimentos suficientes”.
Ao longo dos dias de contingência será assegurada a “monitorização permanente das pessoas em alojamento e do aparecimento de novas situações”.

Joana Gomes Costa

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of