Estacionamento na rua continua sem pagamento

Estacionamento na rua continua sem pagamento

Medidas tomadas em março mantém-se em vigor e não existe ainda uma data para a obrigatoriedade do pagamento nos parcómetros em S. João da Madeira. Existem na cidade 900 lugares de estacionamento abrangidos por parcómetros, num total de 60 máquinas.

O pagamento do estacionamento na via pública em S. João da Madeira “vai continuar suspenso”, disse a ‘O Regional’ fonte da PSP, que acrescenta que o regresso da fiscalização “dependerá do regresso das atividades económicas na cidade”.
O pagamento de parquímetros na cidade está suspenso desde março, devido ao aparecimento da covid-19.
A suspensão inicialmente estava prevista até ao fim do Estado de Emergência, que terminou sábado, dia 2 de maio. Porém, o estacionamento continua a não ser pago e “não há data de previsão para quando voltará sua normalidade”, garante a mesma fonte.  
No entanto, a autarquia tinha anunciado em março a suspensão do pagamento até ao dia 9 de abril. Uma medida tomada na altura para “evitar o manuseamento das máquinas por parte dos automobilistas”, explicava a autarquia, adiantando também que esta medida poderia ser “prorrogada ou mesmo revogada” consoante a evolução das circunstâncias da pandemia.
Jorge Vultos Sequeira, Presidente da Câmara de S. João da Madeira, lembrou esta semana aos jornalistas que o impacto da pandemia afetou as “contas” do município, referindo-se em particular à falta de receitas dos museus, da Casa da Criatividade, parcómetros, entre outros.
Em S. João da Madeira existem 900 lugares de estacionamento abrangidos por parcómetros, num total de 60 máquinas. O custo por hora – agora suspenso – é de 60 cêntimos, tendo gerado uma receita de cerca de 180 mil euros em 2018, de acordo com informação fornecida à imprensa pela autarquia no ano passado. A fiscalização é feita pela autoridade policial.

António Gomes Costa

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.