Empate em dia cinzento

Empate em dia cinzento

Sanjoanense, 1  – Leça, 1

Sanjoanense: Fábio Santos; Diogo Castro, Vitor Bastos, Ken, Cauê, Coulibaly, Daniel Adjei, Julio Santos, Rafa, Ká e Kobamelo Kodisang
Treinador: Flávio das Neves

Leça: Cristiano; Joel Mateus, Materazzi, Paulo Lopes, Max Lapushenko, Landry Nkolo, Samuel Teles, Bruno Simôes, Zé Carlos, Isaac Cissé e Miguel Lopes
Treinador: Domingos Barros

Disciplina: Cartão amarelo para Miguel Lopes (14’), Max Lapushenko (25’), Vitor Bastos (32’), Ken (36’)

Era um jogo com alguma expectativa, dado o interesse dos dois conjuntos em conquistar pontos.
A ADS, porque queria encostar-se mais perto dos lugares que dão acesso ao play off de promoção, e o Leça, que desejava pontuar para a luta da manutenção.
A Sanjoanense empatou a uma bola, com o Leça, na jornada 29 do campeonato de Portugal série B. O Leça deslocou-se (bem preparado) a S. João da Madeira, para defrontar o 4.º classificado na jornada anterior.
Viu-se uma Sanjoanense com muitas dificuldades em jogar o seu futebol, devido às más condições atmosféricas e do terreno. Por seu lado, o Leça apresentava um futebol com garra e muito coeso.
Uma primeira parte em que a Sanjoanense reclama uma grande penalidade por queda na área de Kay Kay, que o árbitro não assinalou. A equipa da casa mostrou-se sempre com vontade de vencer e criou alguns lances de perigo.
O Leça dispôs também de algumas oportunidades, através de Simões, Isaac e Miguel Lopes, que poderiam ter dado alguma alegria à formação de Leça da Palmeira, que esteve bem representada nas bancadas face ao bom número de adeptos leceiros que se deslocaram até S. João da Madeira.
Na segunda parte, Flávio das Neves realizou duas alterações na equipa, com a entrada de Matheus e Martin para os lugares de Júlio e Ká Semedo. A formação de S. João da Madeira estava mais confiante e, aos 56 minutos, através da marcação de um livre de Cauê, Vitor Bastos desvia a bola ao poste direito da baliza adversária; na recarga, o recém entrado Matheus coloca a Sanjoanense a vencer por 1-0, resultando numa explosão de alegria nas bancadas do Conde Dias Garcia. Os leceiros reclamaram bastante por um possível fora de jogo no lance do golo dos alvinegros, mas o árbitro nada assinalou.
Na resposta ao golo da ADS, o Leça, que aplicava um 4-4-2, com Zé Carlos e Isaac na frente, foi atrás do prejuízo e, num canto marcado por Miguel Ângelo, aos 87 minutos, Materazzi desviou de cabeça e restabeleceu a igualdade, para delírio dos forasteiros.
Até final da partida não houve muito mais a acrescentar. A Sanjoanense, depois de duas viórias consecutivas, cedeu dois pontos frente ao Leça, que, na luta pela manutenção, ganhou um ponto e já não perde há seis jornadas.
A Sanjoanense mantém o quarto lugar na tabela classificativa, a seis pontos do líder Lourosa, que venceu por 1-2 em casa do Gondomar, que desceu para o segundo posto, com 56 pontos. O Sporting de Espinho também venceu e está em terceiro lugar com 54 pontos, mais três que os alvinegros, que têm neste momento 51 pontos.

Bruno Ferreira – António Santos


Na próxima jornada, a Sanjoanense defronta, fora, o também necessitado Pedras Rubras, que, tal como o Leça, tem 36 pontos, estando apenas a dois pontos do Cinfâes e da zona de despromoção.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of