Educação

Expectativas superadas e planos futuros após exame nacional

• Favoritos: 17


Entre os milhares de alunos de todo o país que realizaram a prova, o ‘O Regional’ esteve à conversa com estudantes da Escola Secundária Dr. Serafim Leite e alguns partilharam as suas opiniões e perspectivas sobre a prova e os seus planos futuros.

Na última segunda-feira, dia 19 de junho, os estudantes do 12º ano realizaram o exame nacional de Português. Entre os milhares de alunos de todo o país que realizaram a prova, o ‘O Regional’ esteve à conversa com estudantes da Escola Secundária Dr. Serafim Leite e alguns partilharam as suas opiniões e perspectivas sobre a prova e os seus planos futuros.
Eduardo Fachada, aluno do curso de Ciências Socioeconómicas, expressou satisfação com o seu desempenho no exame. “Acho que correu super bem, pensávamos que ia ser mais difícil. Estava um pouco nervoso e também não quero festejar antes da hora, mas sinto que correu bem”, acrescentou o estudante, que planeia utilizar os resultados dos exames como provas de ingresso para o ensino superior e começa a considerar um futuro relacionado ao Turismo ou Comunicação Organizacional.
Aluna do curso de Artes Visuais, Marta Alves, destacou a facilidade do exame em relação às suas expectativas. “Pelo que eu fiz anteriormente, este exame foi muito mais fácil. Para mim, vai contar como subida de média”, comentou. Tem como objetivo entrar no curso de Design de Comunicação na ESMAD, localizada no Porto. Embora esse exame não seja necessário como prova de ingresso, ela espera que a avaliação a ajude a elevar a sua média.
João Xará, também estudante de Ciências Socioeconómicas, compartilhou a sua opinião positiva sobre o exame. “O exame foi mais fácil do que aquilo que eu esperava e acho que correu bastante bem”. O estudante afirmou que no ano anterior não fizeram exames, devido a serem opcionais. Diferentemente dos seus colegas, João Xará confessa não ter planos imediatos de ingressar na universidade. O aluno pretende fazer um gap year (ano sabático) e, posteriormente, decidir se prossegue com os estudos universitários ou continua pelo mercado laboral.
É evidente que os estudantes têm diferentes perspectivas e expectativas. Embora mostrando-se confiantes em relação ao resultado, nem todos os estudantes vislumbram o ingresso no ensino superior, sendo que, preferem explorar outras possibilidades antes de oficializar uma decisão sobre o seu futuro académico.

17 Recomendações
51 visualizações
bookmark icon