É nestes momentos que ficamos a compreender plenamente a importância da nossa missão

É nestes momentos que ficamos a compreender plenamente a importância da nossa missão

Como acontece uma vez por ano, o Governador do Distrito rotário efetua uma visita a todos os clubes da região por ele abrangida. No dia 28 de setembro, o Governador do Distrito 1970 (centro e norte de Portugal), companheiro Joaquim Branco, efetuou a habitual Visita Oficial ao Rotary Club de S. João da Madeira. O primeiro ato da visita foi a passagem pela Câmara Municipal onde, após o encontro com uma delegação do Clube, o Governador Joaquim Branco e a delegação rotária foram recebidos pela vereadora Prof.ª Irene Guimarães, em representação do Presidente da Câmara. Depois de palavras de boas vindas e do reconhecimento do interesse da mútua colaboração entre a Câmara e o Rotary Club, nomeadamente ao nível dos projetos culturais e sociais, procedeu-se a uma simbólica troca de presentes, tendo o Governador sido prendado com um chapéu sanjoanense e um livro sobre a cidade.

Visita a empresas e instituições sociais

A tradicional visita a empresas contemplou, este ano, a BULHOSAS [IRMÃOS], S.A e a BIANCO GELADO ARTESANAL. duas empresas sanjoanenses, que se têm destacado pelo seu dinamismo e sentido de inovação.
Na Bulhosas SA, a delegação foi recebida e acompanhada pelo Dr. Alberto António Bulhosa, que fez um breve historial da empresa, recordando, com alguma emoção, que o fundador da Bulhosas S.A. foi um destacado rotário sanjoanense, Sílvio Bulhosa, do qual permanecem muitas marcas na secção museológica, a par com outros testemunhos da evolução da empresa ao longo dos seus mais de oitenta anos de história. O Dr. Alberto Bulhosa conseguiu evidenciar o caráter inovador desta empresa, que “não se quis limitar a ser uma mera fábrica de etiquetas”, mas conseguiu entrar nos segmentos da alta tecnologia, ao nível da deteção da contrafação e da identificação dos produtos, áreas em que tem ganho prémios internacionais, nomeadamente o «Prémio de Excelência», no concurso internacional «Inkspiration Awards 2018», promovido pela HP Indigo.
Finda esta visita, a delegação dirigiu-se à Bianco Gelado Artesanal, uma jovem empresa sanjoanense, com um enorme potencial de crescimento, como foi salientado pelo Sr. Fernando Barbosa, um dinâmico empresário que tem diversificado o seu leque de negócios: da fabricação artesanal de gelados, sorvetes, chocolates e pastelaria, até à distribuição e abertura de estabelecimentos em vários pontos do país. Após uma prova de deliciosos gelados, o Sr. Fernando Barbosa expôs à delegação rotária alguns dos seus projetos, mencionando também algumas dificuldades com que a empresa se depara, mas que vai vencendo com evidente determinação.
Com um programa próprio, a esposa do Governador, Eugénia Branco, visitou a CERCI de S. João da Madeira e a Universidade Sénior de Rotary, onde foi recebida pelos respetivos diretores, António Cunha e Susana Silva, ambos rotários, ficando a conhecer a realidade dessas duas instituições.

Jantar festivo e intervenções das bolseiras

Após uma reunião de trabalho entre o Governador e os membros do clube, realizou-se o tradicional Jantar Festivo, no restaurante Homenagem, em que participaram rotários de 14 clubes rotários, amigos e convidados. A presidente do clube, companheira Manuela Gay, deu aos boas vindas ao governador e a todos presentes.  O jantar iniciou-se com a cerimónia de admissão de mais um associado no Rotaract de SJM (clube de jovens rotários) – Peter Alexander Gay, um jovem estudante de Psicologia, a quem foi imposta a insígnia do clube. Particularmente significativa foi a intervenção de duas bolseiras do clube que terminaram, ou estão em vias de terminar os seus cursos: Daniela Cruz (médica, a preparar-se para o exame de especialidade) e Eunice Gomes (que irá terminar, este ano letivo, o seu mestrado em psicologia e que acaba de ganhar uma bolsa como investigadora). Ambas foram apoiadas pelo Rotary Club ao longo dos seus percursos universitários. Nas suas intervenções, as jovens profissionais realçaram a importância decisiva que as bolsas de estudo tiveram na superação das suas dificuldades económicas, reconhecendo que, sem esse apoio, não lhes teria sido possível concluir os estudos. Como diria mais tarde o Governador Joaquim Branco, “é nestes momentos que nós ficamos a compreender plenamente a importância da nossa missão”.
Seguiu-se um momento musical, a cargo de dois estudantes do Conservatório do Porto, Margarida Vaz Neto (soprano), ex-aluna da EBS Dr. Serafim Leite, e Rodrigo Teixeira (piano), a prometerem carreiras de sucesso nas respetivas áreas musicais.
Em nome dos clubes presentes, usou da palavra, a companheira Tânia Oliveira do Rotary Club do Porto, clube-padrinho do seu homónimo de S. João da Madeira. Para assinalar a visita, também o pintor rotário Jorge Miguel ofereceu ao Governador um retrato de sua autoria, ato já com tradição nas visitas dos governadores ao clube sanjoanense; o Governador e sua esposa e a Presidente do Clube trocaram, entre si, alguns presentes, forma simbólica de reforçar os laços de amizade e companheirismo que são timbre destes momentos.
Na sua intervenção, a presidente Manuela Gay lembrou  a  frutífera jornada que se iniciara ao princípio da tarde com as visitas à Câmara, às empresas e instituições e passou em revista os projetos do clube, entre os quais a Universidade Sénior, a Sopa Solidária, as Bolsas de estudo e o Banco de material ortopédico, projetando o novo projeto «Eu Também Posso», destinado a adaptar parques infantis para pessoas com deficiência motora e que estejam presas a uma cadeira de rodas.  “Será mais um ano em cheio para o nosso Club e isso é muito bom para continuarmos a aprender a servir, a colaborar, a agir em equipa, fortalecendo os laços de amizade e companheirismo entre rotários e a comunidade. Será, com certeza, mais um ano com experiências formidáveis e enriquecedoras”.
O último orador foi o Governador Joaquim Branco, que, após saudar os presentes e particularmente o novo associado do Rotaract e as jovens bolseiras finalistas, passou em revista os grandes projetos nacionais e internacionais do movimento rotário, referindo que a missão deste clube, assim como dos restantes clubes rotários de todo o mundo, passa pelo desenvolvimento do companheirismo como elemento capaz de proporcionar oportunidades de servir, pelo reconhecimento do mérito de toda ocupação útil, pela difusão das normas da ética profissional, pela melhoria da comunidade, pela conduta exemplar de cada um na vida pública e privada e pela aproximação dos profissionais de todo o mundo, visando a consolidação das boas relações, da cooperação e da paz entre as nações. Além dos projetos locais, como aqueles que o clube sanjoanense vem desenvolvendo, destacou a importância de projetos mundiais desenvolvidos pela Rotary Foundation, entre os quais se destaca o do combate à Poliomielite.