Desporto

Sanjoanense surpreendeu o Sporting mas no final imperou a lei do mais forte

• Favoritos: 10


Derrota da Sanjoanense frente ao Sporting (23-31) em jogo do Campeonato Placard Andebol 1. Alvinegros apresentaram um andebol desinibido e sem medo de enfrentar um adversário com outros argumentos. A equipa continua na luta pela manutenção.

O Pavilhão das Travessas foi palco de um jogo entre duas equipas com objetivos definidos totalmente distintos. O Sporting a lutar pelo título nacional e a Sanjoanense pela manutenção. Apesar desta diferença que a tabela classificativa confirma, os alvinegros entraram bem no jogo e até foram os primeiros a marcar, numa primeira parte que foi de um grande equilíbrio e constante alternância no marcador.

Os homens de Nuno Silva, que vinham de um ciclo de dois empates consecutivos, entraram concentrados e a praticar um andebol desinibido e sem receio de um adversário com argumentos físicos muito superiores. Aos 16 minutos a partida estava empatada (7-7) e Rui Silva foi obrigado a pedir um desconto de tempo para fazer algumas retificações quer nas movimentações ofensivas, quer nas defensivas, mas quem aproveitou o momento foram os alvinegros, que num espaço de cinco minutos fizeram um parcial de 3-0, colocando a Sanjoanense a vencer 10-7.

A perder, Rui Silva mexeu na equipa e a resposta não tardou. Os leões chegaram ao empate e foi a vez de Nuno Silva responder com um desconto de tempo. Mas, desta vez, o Sporting com muitos mais argumentos no banco, que lhe permitiram uma maior rotatividade dos seus jogadores, chegou à vantagem (10-13), resultado com que as equipas recolheram aos balneários.

O segundo tempo ainda arrancou com algum equilíbrio, mas as diferenças físicas começaram a ser evidentes e o Sporting acabou por criar uma margem confortável no marcador que lhes permitiu gerir a partida. Com apenas quatro soluções para a primeira linha, e sem Miguel Cortinhas e Bruno Saurin, devido a lesão, os homens de Nuno Silva viram-se obrigados a um maior desgaste. A equipa acabou, também, por se ressentir do jogo a meio da semana frente ao Madeira SAD, numa partida que foi bastante exigente em termos físicos.

O Sporting começou a pressionar mais e a forçar o erro dos alvinegros, tendo retirado proveito dessas falhas e ampliado para 10 golos a diferença no marcador. Mas, nos minutos finais, a Sanjoanense voltou a acreditar que poderia ainda reduzir e fechou as contas em 23-31.

Vitória justa do Sporting, com nota positiva para o andebol praticado pela Sanjoanense, que está em crescendo e dá garantias de que a equipa pode continuar a acreditar na manutenção.

Na próxima jornada, mais uma partida complicada, na deslocação a casa do SL Benfica. O jogo disputa-se a 5 de maio, pelas 20h30.

10 Recomendações
14 visualizações
bookmark icon