Política

Cavaleiro de regresso à Assembleia da República

• Favoritos: 57


O sanjoanense Paulo Cavaleiro, o último deputado a ser eleito, refere que estas eleições marcaram uma mudança, “o que é de saudar”. “Registámos um reforço da votação, no país inteiro e também em S. João da Madeira, com um acréscimo de sensivelmente 10 por cento do número de votantes, o que valoriza a democracia”. Olhando e analisando os resultados, Cavaleiro salienta que o PS “perdeu votos”, enquanto a Aliança Democrática “reforçou a sua votação em S. João da Madeira”. Relativamente ao distrito de Aveiro, justifica que “é relevante que tenhamos voltado a ser a força mais votada, reforçando a votação e mantendo o número de deputados, enquanto o PS perdeu três, passando de oito para cinco deputados. Há, claramente, uma vitória da Aliança Democrática no distrito de Aveiro, onde a coligação conseguiu cerca de mais 10.000 votos do que em 2022, num cenário em que houve outras forças políticas a crescer”.
Para Paulo Cavaleiro os portugueses entregaram a missão de governar à AD. “Compete-nos, num cenário que pode revelar-se difícil, concretizar as propostas que apresentámos, respeitando a vontade do povo. Mesmo que só houvesse a diferença de um voto, ganharia quem obteve o maior número e esse foi sempre o nosso discurso”.
O sanjoanense remata afirmando que para “S. João da Madeira, julgo importante ter visto um sanjoanense regressar à Assembleia da República”, pelo partido que agora vai governar Portugal, com um primeiro-ministro do mesmo distrito, que “conhece bem a realidade do nosso concelho e da nossa região. Lutarei para que alguns dos processos que aguardam concretização, como as obras na esquadra da PSP, a revitalização da Linha do Vouga e o reforço do nosso hospital, sejam uma realidade”.

57 Recomendações
194 visualizações
bookmark icon