Desporto

Novo ano e Vida Nova para a JCDV

• Favoritos: 62


A já conhecida associação sanjoanense Juventude Ciclista da Devesa Velha, comemorou, no passado dia 4 de janeiro, 25 anos de existência. Para celebrar a data, ocorreu este sábado um jantar que reuniu várias figuras importantes da história do clube.

Desde a fundação da JCDV o seu aniversário foi sempre celebrado com a presença das principais figuras do clube. Estas comemorações reuniam sempre patrocinadores e “outros apoiantes”, bem como a “incontornável figura do saudoso Augusto Lopes”, jornalista desportivo do Jornal 'O Regional', e da Rádio Regional Sanjoanense como fez questão de lembrar inicialmente José Ferreira, ciclista e porta voz da agremiação.

“Ambicionamos elevar a coletividade a outro patamar”

A JCDV apesar de ter passado, entre 2008 e 2015, por um período de menor atividade devido “às responsabilidades académicas e profissionais dos ciclistas”, as suas “sinergias” foram recuperadas, na última década, com frequentes “jantares e momentos de reunião”, entre os “diferentes elementos da equipa”. Não obstante, o jantar anual e este ano comemorativo dos 25 anos da coletividade, assumiu uma “maior magnitude” nos últimos anos, em termos de participantes, considerando “não só o objetivo de celebrar a JCDV”, mas também o de “reunir a força de outrora” num período em que ambicionam “elevar a coletividade a outro patamar”.
De modo a levarem a bom porto esta reestruturação a JCDV iniciou há cerca de 2 semanas uma angariação de sócios, através das suas páginas de Facebook e Instagram, sendo que já contam com aproximadamente “50 associados”. De lembrar que o número de sócios, “no passado”, chegou a ser de algumas centenas, “principalmente de moradores do lugar de Devesa Velha”. “Estamos motivados para ao longo de 2024 voltarmos a ultrapassar a centena de associados, levando a JCDV para além do lugar onde nascemos, reunindo associados por toda a cidade de S. João da Madeira e arredores, como já se encontra a acontecer”, substanciou José Ferreira.
Para além desta primeira fase, relembrou também que quando, em 2020, decorria o período da pandemia da Covid-19, começaram a trabalhar na ideia de virem a promover na Devesa Velha, e na cidade de S. João da Madeira, uma prova anual de ciclismo para todos, “de carácter amador”, que viesse a ser reconhecida como uma “referência para os praticantes de ciclismo”. Neste seguimento, está nos objetivos futuros dos membros da Juventude Ciclista retomarem o trabalho de “planeamento da organização dessa mesma prova”, de forma a torna-la uma “realidade”. Para além disso, acreditam que no futuro “será interessante”, desenvolverem atividades junto da comunidade escolar “como ações de sensibilização, passeios/convívios, que promovam a utilização da bicicleta e a prática do ciclismo, como fundamental para a saúde em geral, bem como para o meio ambiente”.

 

Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa n.º 3970, de 11 de janeiro de 2024 ou no formato digital, subscrevendo a assinatura em https://oregional.pt/assinaturas/

 

62 Recomendações
399 visualizações
bookmark icon