Cultura e Lazer

Museu da Chapelaria vai expor chapéus usados no Carnaval de Ovar

• Favoritos: 76


Numa parceria entre os municípios de S. João da Madeira e de Ovar, o público vai ter oportunidade de apreciar mais de 80 chapéus e coberturas de cabeça que fizeram parte de fantasias usadas pelos foliões do grande evento vareiro.

“Os chapéus foliões do Carnaval de Ovar” é a próxima exposição temporária a abrir ao público no Museu da Chapelaria, em S. João da Madeira. Essa mostra de curta duração tem inauguração marcada para 28 de janeiro e ficará patente até 5 de março.
A iniciativa poderá, assim, ser visitada num período em que se vive o Carnaval, festividade que este ano se assinala a 21 de fevereiro. Em exposição vão estar, pela primeira vez, mais de 80 chapéus e coberturas de cabeça que, em diferentes épocas, deslumbraram nos desfiles de Ovar. No total, estão representados 23 grupos carnavalescos, escolas de samba e grupos de passerelle.
Para Tânia Reis, diretora do Museu da Chapelaria, esta é uma oportunidade para conhecer um pouco melhor o “extraordinário trabalho que os grupos do Carnaval de Ovar desenvolvem, todos os anos, para os seus desfiles”. Tudo começou com “um simples convite, por parte do Museu, à Divisão da Cultura da Câmara Municipal de Ovar, para o estabelecimento de uma parceria”.
O ponto de partida que uniu os dois municípios foi o de realizar uma exposição que desse “destaque ao objeto de estudo do Museu da Chapelaria – o chapéu”, contribuindo, ao mesmo tempo, “para a promoção e valorização do Carnaval de Ovar nas suas dimensões artísticas e criativas”.

Parceria com a autarquia vareira

A responsável do Museu da Chapelaria realça que, “pela primeira vez”, é apresentada uma exposição com uma “nunca antes explorada”, em que o público tem a possibilidade de apreciar “detalhes e pormenores” que, em contexto de desfile de carnaval, “passam muitas vezes despercebidos”.
No decorrer da preparação desta exposição, a equipa do Museu da Chapelaria visitou a Aldeia do Carnaval de Ovar, onde, como refere Tânia Reis, “foi impossível ficar indiferente ao espírito de união” dos grupos que participam nesse grande evento vareiro, salientando a sua “boa disposição e contagiante alegria” e a “forma como encaram o Carnaval como um modo de vida”.
E esse “sentimento e força que move todos os foliões em prol da diversão de uma comunidade” passa também por esta mostra, que “é uma homenagem a todos aqueles e aquelas que, ao longo de mais de 70 anos, se entregam de corpo e alma ao maior evento do concelho de Ovar”.

76 Recomendações
249 visualizações
bookmark icon