Cultura e Lazer

Há uma cabine com livros no parque Ferreira de Castro

• Favoritos: 12


Foi inaugurada na sexta-feira da semana passada (dia 22), no Parque Ferreira de Castro, uma cabine de leitura, que resulta de uma parceria entre o Município e a Altice Portugal.

Inaugurada um dia antes do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor (que se assinala a 23 de abril), a Cabine de Leitura do Parque Ferreira de Castro permite aos cidadãos levar livros para casa e é, para o Presidente da Câmara, mais um exemplo das políticas de promoção da leitura do munícipio de S. João da Madeira.
Foi inaugurada na sexta-feira da semana passada (dia 22), no Parque Ferreira de Castro, uma cabine de leitura, que resulta de uma parceria entre o Município e a Altice Portugal.
Trata-se de uma antiga cabine telefónica, que foi transformada em ponto de troca de livros, mantendo-se assim como veículo de comunicação, conforme foi referido na apresentação.
O momento contou com uma atuação poética do grupo ‘A Bem Dizer’ e decorreu no café “O Poeta”, sob o olhar inesperado de alguns consumidores do estabelecimento. Como disse o Presidente da Câmara, Jorge Vultos Sequeira, “quem vai a um café que se chama ‘O Poeta’ corre riscos poéticos”.
É também a este café que cabe abrir e fechar o equipamento, que vai funcionar todos os dias, entre as 9h e as 20h.
Já a operacionalização do serviço está a cargo da Biblioteca Municipal Dr. Renato Araújo.
Para Jorge Vultos Sequeira, a iniciativa é “muito importante” porque é mais um contributo para a “promoção da cultura e a promoção do conhecimento”. O autarca recordou as políticas do munícipio nesta área, entre as quais o sorteio de oferta de livros em parceria com a Junta de Freguesia.
No mesmo sentido, o edil lembrou uma vez mais a importância da cultura e da leitura para o combate às notícias falsas, vincando que “o tema da informação não rigorosa é muito preocupante para a sobrevivência das sociedades democráticas”.
Por sua vez, diretor de operações da Altice Portugal, Jorge Fonseca, destacou a “proximidade às populações” que estas iniciativas trazem, frisando que se trata de “um gesto simbólico, mas muito importante”, que permite atuar numa lógica de literacia.
O responsável corroborou as ideias do Presidente da Câmara: “o livro e a comunicação são essenciais para combater as fake news”.
Levar, doar, ler, devolver são as palavras-chave deste projeto, com Jorge Vultos Sequeira a apelar à gentileza da população para devolver os livros.
Quem quiser deixar na cabine obras, também o poderá fazer. A oferta literária é diversificada, com livros para todos as idades.
Recorde-se que a Altice Portugal tem vindo a estabelecer parcerias para a instalação de cabines de leitura noutros concelhos do país, entre os quais Oliveira de Azeméis, onde foi inaugurada uma cabine de leitura em 2020.

12 Recomendações
87 visualizações
bookmark icon