Cultura e Lazer

Festival Sons À Porta de regresso e com novidades na sua 2ª edição

• Favoritos: 39


S. João da Madeira prepara-se para sediar a segunda edição do Festival “Sons À Porta”, durante os dias 24 de junho, 29 de julho, 26 de agosto e 30 de setembro, na Praça, frente à Junta de Freguesia.

As datas para o festival já estão definidas e decorrerão nos últimos sábados de cada mês. O primeiro concerto será realizado já este mês, no dia 24 de junho, seguido por 29 de julho, 26 de agosto e 30 de setembro. A primeira apresentação contará com o grupo local “O Ponto”, composto por três músicos, que subirão ao palco às 18h30 para uma atuação de 1h30. A expectativa é que o público compareça em massa a esse evento cultural e se divirta com os grupos convidados, que serão anunciados gradualmente.
Após o concerto, um DJ assumirá o controlo, seguindo a tradição do ano anterior, contudo, este ano animará a noite por mais duas ou três horas. A ideia é que as pessoas, após desfrutarem de um jantar agradável, sejam recebidas novamente com música, prolongando a atmosfera festiva.
Atraindo sanjoanenses e visitantes de outras áreas, para a Praça e as suas ruas adjacentes, o Presidente da Junta de Freguesia, Rodolfo Andrade de Oliveira, afirmou que “temos o objetivo de promover a música local, o convívio ao entardecer e sobretudo apoiar os estabelecimentos comerciais da região central do município”. Mantendo a lógica que o levou à sua criação, o festival está de regresso e com uma panóplia de novidades que a seu tempo, “serão reveladas”, acrescentou Rodolfo Andrade.
A cidade tem grandes planos para a edição deste ano do Festival “Sons À Porta”, destacando o bem-estar, o comércio local, a gastronomia e os bares, promovendo o município como um todo. Para alcançar esse objetivo, a organização decidiu incorporar elementos icônicos da cidade, como o chapéu, que desempenha um papel importante na história local. Como também, outras novidades que ainda serão reveladas, enriquecendo ainda mais a experiência do evento.

Um festival para todos

O presidente destaca que “o festival é para todos! Não importa a idade, classe social ou raça. A intenção é criar um evento inclusivo e acolhedor para toda a comunidade de S. João da Madeira.” Ele acredita que é fundamental para a cidade utilizar eventos como este para se promover e aproveitar os ícones locais como referência externa. Ao compartilhar fotos e experiências nas redes sociais, os participantes ajudam a aumentar a visibilidade da cidade, atraindo mais visitantes no futuro.
Além disso, o Festival “Sons À Porta” procura “impulsionar a indústria hoteleira, criando um ambiente cativante nas ruas adjacentes, onde as pessoas podem conviver, frequentar bares, restaurantes e desfrutar da música ao longo da noite”. A intenção é que o evento não se restrinja até horário do jantar, como no ano anterior, mas continue até as 22 ou 23 horas.
Rodolfo Andrade enfatizou o empenho da organização para tornar o Festival “Sons À Porta” ainda mais especial neste ano, algo que desempenhará um papel fundamental na revitalização do centro da cidade. Com a segunda edição do Festival “Sons À Porta” a aproximar-se, a Junta de Freguesia apela a todos a participar nesta experiência, celebrando a música local, a convivência e a cultura.

39 Recomendações
238 visualizações
bookmark icon