Cultura e Lazer

Feira do Livro foi “aposta ganha”, diz a autarquia

• Favoritos: 56


A Feira do Livro, que decorreu entre 7 e 9 de julho, “foi um enorme” sucesso, e os números parecem falam por si, afirma Jorge Sequeira, que faz um “balanço muito positivo”, tanto em relação ao número de visitantes, como ao nível de vendas.

A segunda edição da Feira do Livro de S. João da Madeira, trouxe à Praça Luís Ribeiro os amantes da leitura, que se dividiram entre os 12 stands, e assistiram às várias atividades que decorreram em simultâneo.
Foram três dias de promoção do livro e da leitura, um evento organizado pela autarquia, com operacionalização a cargo da Biblioteca Municipal, que decorreu de sexta a domingo (7-9), e contou, além dos stands, com um espaço infantil, conversas com escritores locais e nacionais, apresentações de livros, sessões de autógrafos, leitura de contos, oficinas de escrita e de ilustração e animação de rua.
“A Feira do Livro veio para ficar. É uma iniciativa que enriquece a vida cultural da cidade, destinada a crianças, jovens e adultos”, refere, a ´O Regional’, o autarca de S. João da Madeira.
Jorge Vultos Sequeira assume que a segunda edição na cidade contou com “autores importantíssimos que partilharam com o público as suas experiências“, e assume mesmo que foi possível “renovar o êxito “que a primeira edição teve. “Os livreiros regressaram com muito entusiasmo e queremos continuar com esta política de promoção do livro e da leitura, que a autarquia tem intensificado nos últimos anos”.
Durante os três dias foram “milhares de pessoas” que passaram pela segunda edição. O autarca garante que o município continuará a apostar na promoção do livro e da leitura, “sendo esta tarefa encarada como fundamental”, e, quanto aos ajustes, relativamente à primeira edição, “foram muito poucos”.
Segundo dados avançados pela organização, em 2022 foram vendidos 773 livros na Feira do Livro. Este ano as vendas chegaram aos 970 exemplares vendidos.
A segunda edição contou com uma programação orientada para todos os públicos, que inclui a participação especial da Bienal de Ilustração da Junta de Freguesia, o evento traz a S. João da Madeira nomes como Fernando Pinto do Amaral, Ana Margarida de Carvalho e Jacinto Lucas Pires, entre muitos outros.

“O Regional-100 anos de História” foi uma das muitas obras disponíveis na Feira do Livro de S. João da Madeira, da autoria do professor Daniel Neto, que fez “renascer” neste livro de consulta “histórica” muitas notícias já esquecidas, distribuídas por 450 páginas, a relembrar os acontecimentos mais marcantes de S. João da Madeira, que encheram as páginas de ‘O Regional’, desde a sua fundação, em 1922. Recorde-se que cada um dos 100 anos deste livro é apresentado como se de uma notícia se tratasse, com o título, parágrafo guia e corpo da notícia, com três ou quatro destaques e fotografias a acompanhar o texto.

56 Recomendações
108 visualizações
bookmark icon