Cultura e Lazer

Centro de Arte Oliva acolhe formação sobre deficiência e gestão cultural

• Favoritos: 32


Vai decorrer no próximo mês, no Centro de Arte Oliva, uma formação sobre deficiência e gestão cultural, destinada a profissionais do setor da cultura, abordando temas ligados à diversidade e inclusão. As inscrições já se encontram abertas.

Trata-se de uma parceria do Centro de Arte Oliva (CAO) com a plataforma Acesso Cultura. A formação “Deficiência e gestão cultural” destina-se a pessoas que trabalhem nas áreas de gestão cultural, produção, programação, mediação cultural e direção artística.
É no dia 4 de julho e vão ser abordados, entre outros, tópicos ligados a diversidade, deficiência, inclusão, acesso físico e aos websites, comunicação, serviços, frente de casa, programaçãoe e recrutamento.
O formulário de inscrição encontra-se disponível na página online do CAO, onde a instituição lembra que “em Portugal, especial atenção tem sido dada nos últimos anos ao acesso das pessoas com deficiência à oferta cultural”.
“Com a implementação de serviços como a interpretação em Língua Gestual Portuguesa (LGP), a audiodescrição (AD) ou as sessões descontraídas (SD), vários (mas ainda poucos) espaços culturais e artistas procuram criar condições de acesso para que pessoas com necessidades específicas, assim como os seus familiares e amigos, possam juntos usufruir da oferta”, acrescenta a mesma fonte.
No entender da organização “um outro aspeto, com menor expressão ainda em Portugal, é aquele que procura incluir as pessoas com deficiência nas equipas dos espaços culturais ou programá-las como artistas”, sendo entendido que tais “questões estão interligadas: ter acesso a um espaço cultural e à sua oferta, conhecer, usufruir e talvez considerar uma carreira nessa área”.
“São estes os diversos aspectos do trabalho de uma organização cultural que procuraremos abordar. Quando a inclusão e a diversidade são vistas de uma forma mais holística, surgem múltiplas e diversas oportunidades criativas”, pode igualmente ler-se no site do CAO.
Assim, nesta formação o objetivo será abordar ainda o modelo social da deficiência, por comparação com o modelo médico.

Ar­tigo dis­po­nível, em versão in­te­gral, na edição nº 3895 de O Re­gi­onal,
pu­bli­cada em 9 de junho de 2022

32 Recomendações
180 visualizações
bookmark icon