Biodiversidade da Cidade

Biodiversidade da Cidade

• Favoritos: 14


AP 2 – Com o princípio de diversificar a apresentação da “Biodiversidade Animal” que se pode ver na nossa cidade, hoje apresento do grupo dos insetos, esta bela borboleta retirada das 36 espécies diferentes que fotografei.

Azulinha-comum Polymmatus icarus - Macho

É uma borboleta, conhecida pelo nome de Azulinha-comum. Estas borboletas habitam lugares floridos ou gramados, áreas quentes ou frias, abertas ou arborizadas.  Nos machos (Conforme fotos apresentadas), o lado dorsal das asas são de um azul lilás iridescente rodeadas por uma barra fina branca. No lado ventral tem uma cor de base acinzentada, com uma fileira de manchas alaranjadas ao longo das bordas das asas e têm uma dúzia de manchas brancas centradas em preto na asa posterior e nove na asa anterior.
Nas fêmeas (Sem fotos), no lado dorsal as asas têm um tom acastanhado com uma fileira de manchas alaranjadas ao longo das bordas. No lado ventral também apresentam uma fileira de manchas laranjas ao longo da borda da asa posterior e estendendo-se até a asa anterior.
No que diz respeito á sua alimentação, no estádio imaturo, quando ainda são lagartas, têm mandíbulas de que se servem para cortar e mastigar plantas. Quando adultas, modificam a sua armadura bocal e ficam com uma espécie de palhinha (Espirotromba) capaz de se enrolar e desenrolar, que utilizam para sugar líquidos, especialmente néctar das flores.
Ovo, larva, pupa ou crisálida e adulto, são as mudanças que a sua morfologia sofre ao longo do seu desenvolvimento. São também uma importante ordem de insetos polinizadores.

14 Recomendações
72 visualizações
bookmark icon