Reversejar

Reversejar

Passagem dos anos Em teus olhos já não verei O brilho da mocidade, Nem por isso esquecerei Esse teu olhar sem idade.

Olhos negros de carvão No teu rosto de palor, Já me olharam com paixão, Que os meus eram de amor.

Hoje são calmos, serenos, Já de paixão não serão, Bondade neles veremos, E algo de amor ainda terão.

Reversejar

Reversejar

Esquadrinhando as minhas penas (Intimista)

Vou buscas às minhas memórias O quanto de penas tive, Dentro delas ai! Quantas histórias Inventei, pois nelas estive!

Quantas mais penas vou tendo, Mais minha pena as escreve, E assim as vou escrevendo Para que o mundo não as leve.

Quanto mais penas vou tendo Mais vontade de as viver, E continuo-o as escrevendo

42 originais de poesia disputam Prémio João da Silva Correia

42 originais de poesia disputam Prémio João da Silva Correia

Decisão de alargar âmbito geográfico contribuiu para quadruplicar o n.º de concorrentes em relação à edição anterior.

O júri do Prémio Literário João da Silva Correia vai analisar 42 originais de poesia para definir o vencedor da mais recente edição deste concurso lançado pela Câmara Municipal de S. João da Madeira, cujo prazo para envio de obras se iniciou em

Concerto Tuna com Luísa Amaro

Concerto Tuna com Luísa Amaro

A Tuna d’Os Voluntários de S. João da Madeira organiza, com o apoio da Câmara Municipal, um concerto com a guitarrista Luísa Amaro, na Casa da Criatividade, sexta-feira, 8 de fevereiro, pelas 21h30. Neste espetáculo a guitarrista apresenta o seu novo trabalho, “Mar Magalhães”, uma viagem de sonoridades, onde cada música, cada elemento se dirige a alguém que se reconheça

Musicatos com recital de oboé e piano

Musicatos com recital de oboé e piano

No passado sábado, 19 de Janeiro, teve início o XIII Ciclo “Musicatos” (concertos promovidos pela Câmara Municipal em parceria com a Academia de Música de S. João da Madeira), dando destaque a um instrumento – OBOÉ – que pela primeira vez marcou presença nos “Musicatos”. Instrumento de sopro tecnicamente muito exigente, o oboé requer uma grande capacidade respiratória e uma

Reversejar

Reversejar

Tenho mesmo de escrever – obituário –

Estava ainda digerindo o recheio do sucesso, Usando de uma glória, ao desossar um entrecosto, Da nascente poesia do primeiro livro impresso, Quando ouvi a má notícia já era ainda sol malposto.

Partiu mesmo, mesmo agora, é a última caminhada Do meu amigo Ribera, com noventa e oito anos; Levou consigo o tempo,