Primavera e Poesia ditam o Tom na Tertúlia de Março das Fugas Poéticas

Primavera e Poesia ditam o Tom na Tertúlia de Março das Fugas Poéticas

Nesta semana respira-se poesia em S. João da Madeira. Ela está nas ruas, nos Centros Comerciais, no Centro de Saúde, no Mercado, no autocarro… em todo o lado. E não é inocente coincidência que a próxima tertúlia das Fugas Poéticas se realize na próxima quinta-feira, dia 21/03. E porque os deuses tecem desígnios inexplicáveis, esse é também o #DiaMundialDaPoesia. Aproveitemos

Reversejar

Reversejar

Valsa lenta Na nossa valsa, em seus passos, Deslizam filhos e netos, Tantos sonhos e projectos, Ao ritmo dos seus compassos.

Foram notas de violinos, Vibratos de melodio; Soltou-se toda a alegria, Em canções e tantos hinos.

Pelos salões da existência, Entre veludos/brocados, Ao compasso ou deslocados, Partituras de excelência…

E a harmonia flutuante, Entre brisas e memórias, Trouxe-nos algumas

“Temos uma programação cultural única na nossa região para 2019”

“Temos uma programação cultural única na nossa região para 2019”

Uma programação “rica e fascinante” é aquela que a Autarquia de S. João da Madeira traçou para o Museu da Chapelaria, Museu do Calçado e Centro de Arte da Oliva. A juntar a tudo isto, pretende recolher histórias sobre sapatos, que marcaram a vida dos sanjoanenses para, depois, ser apresentado numa aplicação interativa disponível no Museu do Calçado.

“São três

Sapatos cor de sangue contra a violência doméstica

Sapatos cor de sangue contra a violência doméstica

Instalação simbólica foi inaugurada no Museu do Calçado, no Dia Internacional da Mulher.

São 28 pares de sapatos tingidos de vermelho. Um por cada mulher morta em 2018 “em contexto de relações de intimidade”. Podem ser vistos no Museu do Calçado, em S. João da Madeira, numa exposição que é, ao mesmo tempo, uma sentida homenagem às vítimas de femicídio

A pintura e a poesia cruzam-se na Biblioteca Municipal

A pintura e a poesia cruzam-se na Biblioteca Municipal

Nas paredes da sala polivalente da Biblioteca Municipal de S. João da Madeira, quadros pintados pelo médico Adão Cruz convivem com poemas que escreveu, numa exposição que ficará como uma das marcas da edição de 2019 do festival literário Poesia à Mesa.

«…Como um dia de primavera nos olhos de um prisioneiro…» é o título desta mostra, cuja inauguração decorreu

“Poesia & Jazz” nos Paços da Cultura de S. João da Madeira

“Poesia & Jazz” nos Paços da Cultura de S. João da Madeira

Com o jornalista Nicolau Santos, o músico Manuel Lourenço e Cláudia Franco (voz)

A Poesia e o Jazz vão conviver nos Paços da Cultura de S. João da Madeira neste sábado, 16 de março, às 22h00. Um espetáculo que irá contar com versos ditos pelo jornalista Nicolau Santos, sobre uma base musical de ambiente jazzístico da responsabilidade do Quarteto de

Reversejar

Reversejar

O silêncio (Ensaio)

Silêncio, um estado tão próprio de pessoas, que cessou, Que se abstêm de falar ou produzir vibrações; A ausência de ruídos, calmaria do que parou, E cai no sossego calmo, de pré-congeminações.

Será uma alternativa, quando se deixa de andar Pelos mundos onde se criam os sons diversificados, Após marchas, caminhadas para se poder pensar; Dar ordens,