Carta aberta ao vereador do Desporto e Juventude

Caríssimo Vereador Prof. Pedro Silva,

Não seria esta a forma que mais privilegio na abordagem às razões e motivações sobre os mais diversos temas justamente com interlocutores de algum modo próximos. Daí, pensar e decidir que, ao tratar questões do presente como as que passo a colocar-lhe, do interesse público, ainda que de uma faixa específica, a da comunidade desportiva sanjoanense, o melhor (para todos…) seria mesmo levar a presente comunicação justamente a esse domínio.
Claro que compreendo o lado delicado da decisão. Inevitável o risco de questionar o bom nome de que goza e, do qual, aliás, retenho a melhor imagem, mas, porém, no essencial da função que exerce enquanto autarca. “Muitas” dúvidas haverão de ficar afinal justamente em relação ao que (lhe) terá corrido mal… Dos factos de que não se libertará…, desde já me penitencio. De resto, creia que lhe desejo tudo do melhor pela vida, de preferência frutuosa.
Desde já lhe confesso que a recente notícia da suspensão (resultando agora em renúncia) de seu mandato dada à estampa pel’O Regional’ não me terá surpreendido por aí além, tal como o “constrangimento” que a mesma terá gerado no seio do executivo camarário. Creio oportuno, assim, haver lugar a balanço ao exercício do respectivo pelouro que comandou no primeiro ano de mandato, impondo-se a abordagem ao que ficou para trás e o que nos reservará o futuro imediato, que é como quem diz, como será 2019 e, sobretudo, que expectativas lançar sobre os dossiês interrompidos?
Permita-me ainda e desde logo lamentar o facto de não poder vir felicitá-lo pelos grandes sucessos desportivos locais e eventos desportivos de 2018, muito em particular os diversos títulos nacionais conquistados pelos nossos jovens atletas em modalidade de clube. O caso ímpar da nadadora da ADS Ana Rodrigues – com o maior número de títulos nacionais individuais na natação em 2018 – é bem ilustrativo do demérito do Amigo vereador… Onze (11) títulos e três (3) recordes nacionais absolutos. Essa mesma Ana Rodrigues a quem o vereador do Desporto local retirou (abruptamente) espaço e tempo ao seu treino diário… A mesma nadadora que o terá motivado a celebrar protocolo com a FPN de apoio à sua preparação visando Tóquio 2020…
Julgo, sinceramente, que o meu Amigo vereador não tem (ou não teve no timing certo…) a noção das elevadas expectativas geradas pela sua (legítima) eleição, sobretudo no seio da comunidade desportiva local mas, em particular, em relação a todo o potencial visível (era minha convicção) que supostamente reunia para tomar as rédeas de um pelouro tão imensamente importante em áreas tão sensíveis aos sanjoanenses como o são de verdade o seu Desporto e Juventude.
Sobre o tema, não diria que 2018, acabadinho de fechar, ter-se-á constituído num enorme fracasso do seu pelouro. Mas, perdoe-se-me a franqueza de poder afirmar: sim. Resultado notoriamente decepcionante de um bom punhado das suas decisões. Pior, é o conhecimento sentido e consciente do vereador prof. Pedro Silva sabendo com rigor do que falo. Sem entrar em detalhes, o mal parece estar decisivamente feito, já não recuperando disso mesmo a Escola Municipal de Natação, a AEJ – Associação Estamos Juntos e a ADS – Associação Desportiva Sanjoanense, fortemente lesados pelo (seu) infeliz planeamento a todos os níveis, na programação do espaço e tempo disponibilizados no Complexo Paulo Pinto.
Meu caro, em matéria de políticas de desporto e juventude – qual inovação!… – tudo ficaria como dantes… Porquê? Terá aceitado (ou se sujeitado) rodear-se de uns quantos incompetentes que já o eram. O trabalho desenvolvido por esses mesmos durante mais de uma década ali no Paulo Pinto está(va) bem à vista e o meu Amigo vereador em tempo oportuno tomava disso bom conhecimento. O seu primeiro erro: ignorar todos aqueles técnicos, o seu conhecimento, experiências e, até, solução para ultrapassar, corrigindo más decisões (suas).
Políticas desportivas!… Sim. Dos “Contratos Programa” para o desporto em nada se alterou na sua filosofia (castrense) ultrapassada. E, então a “festa” Gala dos Campeões seria o seu exemplo perfeito pela ausência de rigor. No mérito e na avaliação – mais do mesmo, misturar toda a farinha no mesmo saco – também você, Pedro Silva…, a confundir campeõezinhos, campeões cá de casa, campeões regionais com títulos nacionais!… Tenha paciência, de um especialista em desporto não se pode esperar uma tão redutora pobreza de processos.
Naturalmente teria que lhe (re)lembrar a sua absoluta ineficácia, melhor dizendo, desprezo pela Carta Desportiva. Eu compreendo… Falta de uma ideia, não ter trabalhado sobre o tema e, provavelmente, considerar que nestas condições também não (lhe) daria muito jeito que outros partissem para uma tal iniciativa. Só que acabou a desprezar uma boa meia dúzia de bons promotores do documento, com especial e particular destaque para esse enorme sanjoanense e socialista, prof. João Araújo. Para nossa infelicidade, já desaparecido de entre nós.
Por razões e ainda circunstâncias muito particulares, ao longo do presente processo, que culmina com a sua renúncia ao mandato de autarca na qualidade de vereador do Desporto e Juventude, esperei serenamente por um outro desfecho. Justamente por não pretender em tempo algum reduzir campo de manobra de quem quer que fosse através da intervenção pública a partir da minha crónica em ‘O Regional’.
Receba as minhas respeitosas saudações desportivas,

(O autor escreve segundo o antigo acordo ortográfico)

Fernando Moreira

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of