««Actualização»» Camião desgovernado embate em habitação

««Actualização»» Camião desgovernado embate em habitação

Um camião de 15 toneladas destruiu parte da fachada da casa de uma professora, que lecciona em S. João da Madeira, quando esta se encontrava a almoçar na cozinha. Um problema nos travões da viatura poderá ter estado na origem do acidente, uma vez que a viatura estava parada.

Um camião desgovernado embateu contra uma habitação, cerca das 12h30, da última quinta-feira, dia 21, na freguesia de Arrifana, em Santa Maria da Feira, tendo destruído parte da fachada e o interior do edifício.
Segundo apurámos, o camião pertencia a um empreiteiro responsável por uma obra, a poucos metros do local do acidente, contratado pelo município feirense.
O camião de 15 toneladas tinha sido estacionado na Rua Afonso Lopes Vieira e, momentos depois, já sem o condutor, começou a descair de forma desgovernada, embatendo na casa que se encontra na Praça da Guerra Peninsular, referem testemunhas, no local. Dizem ainda que “felizmente” não existem feridos, e que na origem do acidente poderá estar um problema nos travões do camião para o mesmo começar a galgar a rua, uma vez que se encontrava parado.
A proprietária da habitação, e única residente, é uma professora de 62 anos que lecciona em S. João da Madeira, que se encontrava a almoçar a poucos metros de distância, na cozinha, não tendo sofrido qualquer ferimento, apesar do grande susto que apanhou.
Delfim Silva, presidente da Junta de Freguesia de Arrifana, garantiu esta semana a ‘ O Regional’ que, pouco depois do acidente, esteve no local “a comissão de vistorias da protecção civil da Câmara, mais concretamente engenheiros de estruturas, que verificaram a situação” e, ao que tudo indica, “não existe qualquer perigo para a proprietária da habitação”.
Este responsável garante que os estragos, tanto no exterior como no interior “são bastante acentuados” e, neste momento, o caso está nas “mãos da companhia de seguros”.

António Gomes Costa

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscribe  
Notify of