Câmara vai oferecer máscaras reutilizáveis a todos os sanjoanenses

Câmara vai oferecer máscaras reutilizáveis a todos os sanjoanenses

A Autarquia de S. João da Madeira anunciou que, em breve, vai distribuir máscaras reutilizáveis por todos os habitantes do concelho. Também está a oferecer máscaras descartáveis a todos os clientes do Mercado Municipal e dos Transportes Urbanos, uma medida que visa sensibilizar e ajudar nesta fase de transição, e que se estende até sábado.

Todos os munícipes de S. João da Madeira vão receber máscaras em breve.A Câmara anunciou que vai investir cerca de 30 mil euros em máscaras reutilizáveis, que serão distribuí­das nas caixas de correio. O objetivo é sensibilizar os sanjoanenses para que cumpram as regras sanitárias que entraram em vigor com o atual estado de calamidade no país e que obriga ao uso de máscaras, nomeadamente em estabelecimentos comerciais fechados e transportes públicos.
As máscaras reutilizáveis são fabricadas pela empresa sanjoanense ERT Têxtil e serão distribuídas por todos os 21.700 habitantes do concelho.
Segundo o autarca Jorge Vultos Sequeira, as máscaras estiveram em processo de certificação e a distribuição começará em breve. “A medida serve para facilitar este processo de adaptação. Vamos distribuir uma máscara comunitária, que permite mais do que uma utilização, por cada munícipe”, explica o edil, que adianta que “serão entregues em casa dos munícipes numa embalagem de plástico com instruções”.
A Autarquia está também, desde terça-feira, a oferecer máscaras descartáveis à entrada do Mercado Municipal e dos Transportes Urbanos para todos os clientes que não a tenham. “Passou a ser obrigatória a utilização de máscara em transportes públicos e em estabelecimentos comerciais fechados. Como estamos em fase de adaptação, a Câmara decidiu, numa ação pedagógica, sobretudo destinada aos mais idosos, distribuir até ao próximo sábado máscaras no TUS e no Mercado Municipal apenas a quem não as tiver”, justifica Jorge Sequeira, que acrescenta: “Para que ninguém fique impedido de aceder por não ter máscara, em virtude de dificuldade de aquisição ou de falta de informação”.
A Câmara conta com um stock de três mil máscaras para esta finalidade, que poderá ser reforçado em caso de necessidade.
Apesar de todas as medidas de sensibilização, o edil reforçou o apelo “para que as pessoas comecem a interiorizar nos seus hábitos a aquisição de máscaras, como qualquer outro utensílio pessoal, porque esta pandemia está para durar e estamos a entrar numa nova normalidade”.

Catarina Silva

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.