Adesão tem sido elevada desde a abertura do “Drive Thru”

Adesão tem sido elevada desde a abertura do “Drive Thru”

A Oliva Creative Factory tem já a funcionar um centro de rastreio Covid-19, no sistema “Drive Thru”. Trata-se de uma parceria entre o Centro Médico da Praça, que tem cinco estruturas destas na região, e a Câmara Municipal. Também está preparado para rastrear a imunidade ao Covid. A adesão tem sido muita.

S. João da Madeira tem já em funcionamento o centro de testes, em modelo “Drive Thru”, no qual o utente faz o exame sem sair da respetiva viatura. Trata-se de parceria que resultou entre a Câmara Municipal e o Laboratório de Análises Clínicas do Centro Médico da Praça (CMP), empresa privada de saúde em S. João da Madeira.
Durante a inauguração, que aconteceu na última quinta-feira, dia 30, Américo Sá, administrador do CMP, explicou que foram comprados 1.500 kits de testes e que os seus técnicos e laboratórios estão preparados para fazer 150 testes por dia nos seus cinco Centros Covid: o da Oliva, em S. João da Madeira e também o de Fiães, no concelho de Santa Maria da Feira, mas ainda nos que hoje, dia 7, abrem portas em Vale de Cambra, Ovar e em Aveiro.
Este responsável disse ainda que a devida autorização para a abertura deste centro de rastreio à Covid-19 na Oliva Creative Factory foi recebido da ARS (Administração Regional de Saúde) Norte há uma semana. Depois disso, foi necessário preparar toda a estrutura, destacar os dois enfermeiros e um auxiliar e arrancar com os primeiros testados, a serem pessoas encaminhadas pelos seguros de saúde.
Este centro funciona das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 19h00, com marcações de 20 em 20 minutos. Ali são esperados utentes que chegam do Serviço Nacional de Saúde (SNS), mas será sempre necessária e obrigatória uma prescrição médica para que o exame seja feito. Este centro também está disponível para particulares, com um custo a rondar os 95 euros, e para empresas, que beneficiarão de um preço “especial” para grupos de utentes.
Américo Sá afirmou que é vontade do grupo CMP “ser um back-up para esta região norte de Aveiro”, afirmando ter capacidade para dar apoio às autoridades locais de saúde e, como nota final, garantiu que o CMP está “preparado para uma próxima fase”, que passará por fazer exames para determinar quem é imune ao novo coronavírus. Sublinhou ainda que a sua empresa fez um investimento que rondou os 60.000 euros para estar preparada para este combate.
Jorge Vultos Sequeira, presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, juntamente com a vereadora Irene Guimarães, que tem a responsabilidade da área da saúde, e Normando Oliveira, coordenador municipal da Proteção Civil, conheceram o funcionamento da estrutura. O autarca explicou que este “Drive Thru” é “muito importante”, por ser “uma resposta de proximidade”. Assinalou ainda que a autarquia cedeu as instalações, frisando que a Oliva é um local de “muito fácil acesso” e garante “boas condições de segurança” para o rastreio.
O edil relembrou que este espaço “vai facilitar a vida aos sanjoanenses, que passam a ter um laboratório certificado pelo Instituto Ricardo Jorge, numa parceria entre a Câmara e o Centro Médico Praça”, rematou.
Segundo apurámos, a adesão desde a abertura tem sigo grande, tanto de utentes que vão do SNS, como de particulares.

António Gomes Costa

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.